Carregando...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Deus está morto?


Na metade da década de 60 evidenciou-se um grande interesse por um movimento filosófico que acreditava que Deus estava morto. Deus morreu? A pergunta é valida e a resposta é NÃO. Deus está vivo e executando sua vontade no universo.

Então por que não temos notícia dele? Por que Deus permanece em silêncio? Por que ele não se revela de forma que todos possam vê-lo?

A Biblia diz que Deus falou. Ele se revelou na história. Cada página do Antigo e Novo Testamento apresenta evidências da revelação de Deus. O auge de sua revelação se deu quando ele tomou a forma de homem na pessoa de Jesus Cristo. "Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias a nós nos falou pelo seu Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo (Heb. 1:1,2)

Desde o tempo de Cristo e da composição dos documentos do Novo Testamento não houve outras revelações da parte de Deus. A redação das Escrituras inspiradas foi concluída com os escritos dos apóstolos de Cristo e de seus discípulos.

A próxima vez em que Deus intervirá abertamente nos assuntos humanos será quando voltar na pessoa de Jesus Cristo. Nessa ocasião todo o olho o verá. "Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele..." (Apoc. 1:7)

O silêncio de Deus é uma comprovação de sua paciência. Deus continua esperando que as pessoas se arrependam de seus pecados. "O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se" (II Ped.3:9)

Mas se Deus aparecesse hoje as pessoas não seriam levadas a crer? NÃO. Embora elas não conseguissem negar a existência de Deus, sua presença não levaria todos a confiar nele. Uma coisa é crer que Deus existe, outra bem diferente é confiar-se a ele.

Jesus comprovou na sua época, sem sombra de dúvida, que ele era o Messias, o enviado de Deus Pai para salvar o mundo. No entanto, a maioria das pessoas atribuiu seus milagres ao diabo e acabaram por crucificá-lo. E não foi por falta de provas. Foi porque não queriam crer. Hoje em dia as pessoas podem dizer que se tornariam crentes se Deus aparecesse pessoalmente a elas, mas isso não é necessariamente verdade. O problema não é tanto uma questão de provas, mas sim do coração humano. O profeta Jeremias disse: "Enganoso é o coração, mas do que todas as coisas, e perverso, quem o poderá conhecer?" (Jer. 17:9). Mesmo que Deus aparecesse em público, isso não provocaria uma explosão de fé nele.

Os cristãos, contudo, aceitam o registro bíblico. Eles estão seguros de que Jesus Cristo era o próprio Deus. Estão convencidos de que Deus vive e continua executando seu plano para o universo; embora não tenha mais se revelado, continua operando nos corações e vidas dos homens.

Fonte: "103 Perguntas que as pessoas mais fazem sobre Deus", Don Stewart via blog cristiano santana

Um comentário:

  1. É importante saber ler Friedrich Nietzsche. Ele contesta o deus pai bíblico que felizmente NUNCA EXISTIU e infelizmente continua existinto na cabeça de muitos. Nietzsche contesta o Cristo elaborado pela religião e que também nunca existiu. Ele não alude ao Jesus humano, um espírito evoluido que veio trazer uma mensagem de moral, não a moral dos hipócritas ligada a sexo, mas a moral cósmica onde devemos respeitar o próximo ou em sua linguagem: amarmos uns aos outros. Visitem meu blog: omitododeuspai24x7.blogspot.com e encontrarão a verdade sobre o deus pai.

    ResponderExcluir