Carregando...

sábado, 11 de maio de 2013

Réus da Operação G-7 só poderão obter liberdade no STJ, em Brasília


Os 15 réus presos nessa sexta-feira (7) na primeira fase da Operação G-7, autorizada pela Justiça Acreana, não poderão ingressar com pedidos de habeas corpus no Plantão Judiciário deste final de semana. Eles só poderão obter liberdade no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília-DF.
Ocorre que o processo já tem uma relatora, a desembargadora Denise Bonfim, que já remeteu os autos do processo ao Ministério Público Estadual, e aguarda a sua devolução. Ou seja, no âmbito do Judiciário Acreano, caberá a ela decidir sobre a manutenção da prisão ou não dos envolvidos.
A magistrada autorizou a prisão de 15 pessoas acusadas de diversos crimes, como desvio de dinheiro público, formação de cartel, falsificação de documentos, corrupção passiva, corrupção ativa etc.
As prisões foram realizadas após investigação da polícia federal, onde foram encontrados indícios do desvio de pelo menos R$ 4 milhões em seis contratos licitatórios fraudados.
fonte: www.agazeta.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário