Carregando...

domingo, 16 de junho de 2013

Senador denuncia: EUA estão financiando nações que perseguem e matam cristãos (no Brasil não é diferente, todo projeto que ataque o Cristianismo recebe milhões dos governos)

Ele pede o fim desse tipo de financiamento
Julio Severo
Certa vez, Barack Obama disse que seja o que foi que os EUA foram no passado, hoje não são mais uma nação cristã, e agora um senador americano, que critica a agenda socialista do atual governo americano, diz que Obama pode ter razão em suas palavras.
De acordo com o WND, o senador Rand Paul (R-Ky) disse: “É evidente que o dinheiro dos americanos que pagam impostos está sendo usado numa guerra contra o Cristianismo.”
“Fico enfurecido de ver meu dinheiro de imposto sustentando governos que matam cristãos por blasfêmia contra o islamismo, países que matam muçulmanos que se convertem ao Cristianismo.”
Fúria islâmica contra os cristãos
Paul criticou a atitude do governo dos EUA de enviar continuamente dinheiro para esses países.
“Não faz sentido. Será que deveríamos estar enviando caças F-16s e tanques para o Egito quando o presidente Mohammed Morsi diz que os judeus são descendentes de macacos e porcos?” disse ele. “Ainda que esses países não estivessem cometendo todas essas atrocidades contra os cristãos, não deveríamos estar lhes enviando dinheiro. Estamos pegando dinheiro emprestado da China para dar para o Paquistão.”
Paul disse que o dinheiro dos impostos dos trabalhadores americanos está sendo enviado “para países que não só não toleram os cristãos, mas demonstram ódio explícito. Os cristãos são presos e ameaçados de morte por suas convicções.”
Paul disse que havia introduzido um projeto de lei no Congresso dos EUA que limitava o financiamento do governo dos EUA para nações que matam cristãos, mas seu projeto foi derrotado.
Senador Rand Paul
Ele comentou o impacto das ações dos EUA. No Iraque, embora Saddam Hussein fosse um ditador brutal, seu governo era laico e os cristãos tinham liberdade de adorar e viver. Mas hoje, os cristãos iraquianos fugiram de seu país por causa do governo islâmico que os próprios EUA instalaram ali.
“Antes da Primavera Árabe, o Cristianismo estava florescendo em postos avançados, como os cristãos coptas no Egito. Eu esperava que a Primavera Árabe trouxesse liberdade para pessoas há muito tempo oprimidas em todo o Oriente Médio, mas temo que a Primavera Árabe esteja se tornando um Inverno Árabe,” disse ele. “Hoje, os cristãos no Iraque, Líbia, Egito e Síria estão fugindo — perseguidos ou sendo mortos — mas nós continuamos a mandar ajuda para os caras que estão caçando os cristãos.”
“É evidente que o dinheiro dos americanos que pagam impostos está sendo usado para possibilitar uma guerra contra o Cristianismo no Oriente Médio e acredito que é preciso dar um basta nisso,” disse ele.
Com informações do WND.
Leitura recomendada:
A Difícil Situação dos Cristãos nos Países Muçulmanos

Nenhum comentário:

Postar um comentário