terça-feira, 30 de abril de 2013

JCC - "Jovens Construindo a Cidadania", projeto desenvolvido pela Polícia Militar de Xapuri

Desde 2009, a Polícia Militar de Xapuri desenvolve um programa denominado JCC - Jovens Construindo a Cidadania em parceria com as Escolas Anthero S. Bezerra e Divina Providência.

O projeto JCC foi criado no EUA, na cidade de Miami em 1994, no Brasil iniciou-se em Bauru-SP em 1999, e no Acre, somente o município de Xapuri desenvolve o projeto JCC. 

O JCC tem por objetivo desenvolver o espírito de liderança entre os alunos escolhidos, para construir cidadania através de ações positivas dentro e fora da escola, no intuito de promover o bem-estar no âmbito escolar e da comunidade em geral.

O JCC é coordenado pelos instrutores PROERD, 3º SGT PM Moura Costa e SD PM Andreano.

As ações desenvolvidas vão desde mini-palestras na escola até blitz educativas de trânsito, dentre outras atividades.


 

 

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Polícia Militar de Xapuri realiza operações Trânsito Seguro e Saturação

No último final de semana, dias 27 e 28 de abril de 2013, a Polícia Militar realizou duas Operações denominadas Saturação e Trânsito Seguro, respectivamente.

No dia 27, sábado, a Operação Saturação foi realizada nos bairros Laranjal e Pantanal. Essa operação tem por objetivo estabelecer pontos fixos de abordagem e policiamento nos pontos quentes de violência e criminalidade. 

A Operação Saturação nesses locais visa coibir ações criminosas, prevenir práticas de violência e venda/consumo de entorpecente.

No domingo, 28, a Operação Trânsito Seguro ocorreu nos bairros Sibéria e Centro. A Operação Trânsito Seguro é uma ação que faz parte das metas operacionais impostas pela Secretária Estadual de Segurança Pública firmados através do “Pacto Pela Paz”. Essa operação tem o principal objetivo de realizar fiscalização de trânsito nos perímetros urbanos e rurais do município.

Com as fiscalizações de trânsito, a 2º Cia Pm de Xapuri pretende conscientizar os condutores de veículos automotores que as infrações de trânsito de modo geral e principalmente a combinação de álcool com direção muitas vezes geram acidentes de trânsito que a todo ano vitimam cidadãos xapurienses.

sábado, 27 de abril de 2013

5 Benefícios de Ser uma Mulher Sábia (Lydia Brownback)

brownback-sabia
Os benefícios de um viver sábio são muito numerosos para serem incluídos em um único livro; entretanto, observemos alguns deles.

A mulher que vive de maneira sábia experimentará, primeiramente, segurança. A mulher sábia é confiante de que está em base segura:
Então, andarás seguro no teu caminho,
e não tropeçará o teu pé.
Quando te deitares, não temerás;
deitar-te-ás, e o teu sono será suave.
(Provérbios 3.23-24)

A mulher sábia não teme, pois confia em Deus; portanto, não precisa ficar ansiosa. Ela confia em um Deus sábio e bondoso, que está no controle de todas as coisas. À medida que a sabedoria aumenta, a ansiedade diminui. O que te faz preocupar-se? As finanças, seus filhos, seu cônjuge – ou a falta disso? A mulher sábia entende que Deus é digno de confiança e que Ele pode e fará tudo para o nosso bem e para Sua glória.

Outro resultado de um viver sábio é orientação. Algum tempo atrás ouvi alguém dizer que a sabedoria não é algo que Deus nos dá, mas é algo que Deus faz por nós; esta verdade é reforçada pela seguinte passagem:
Confia no SENHOR de todo o teu coração   
e não te estribes no teu próprio entendimento.
Reconhece-o em todos os teus caminhos,
e ele endireitará as tuas veredas. (Provérbios 3.5-6)

Isto não significa que a direção de Deus é condicional à sua confiança; Ele está sempre orientando ativamente as vidas dos seres humanos. Ainda assim, somente quando confiamos de fato em Deus e nos submetemos aos seus caminhos, é que experimentamos sua orientação num caminho reto, e não cheio de desvios frustrantes provocados por nós mesmas, como aconteceu com Jonas.

Outro benefício da sabedoria é o tranquilo fruir de um senso comum santificado. Não há questão na vida que as Escrituras não abordem, de alguma forma. Há situações obscuras que surgem em nossas vidas e as quais a Bíblia não cita de forma direta. Mas a Palavra de Deus as aborda de alguma forma, mesmo que indiretamente, e a sabedoria é que nos permite usar a Palavra para fazer uma aplicação direta sobre as áreas obscuras de nossas vidas. A sabedoria nos capacita a melhor discernirmos, não apenas aquilo que a Palavra diz explicitamente, mas também o que a Palavra diz de modo implícito, e nós somos gradativamente equipados para aplicar tais verdades a todas as áreas da vida. O senso comum santificado é um resultado da sabedoria. Ainda há outro resultado do viver sábio: o viver razoavelmente bom.
Filho meu, não te esqueças dos meus ensinos,
e o teu coração guarde os meus mandamentos;
porque eles aumentarão os teus dias
e te acrescentarão anos de vida e paz.
(Provérbios 3.1-2)

O livro de Provérbios nos revela como Deus designou que o mundo funcionasse; portanto, geralmente aqueles que vivem de acordo com os desígnios de Deus prosperam, por causa disso. Em outras palavras, os Provérbios não são uma garantia de uma boa vida. Todos nós experimentamos tempos em que as coisas não vão bem, independentemente de nossos esforços para seguir os caminhos de Deus, e isto acontece porque Deus tem muito a nos ensinar por meio do sofrimento, da mesma forma que Ele também nos ensina abençoando-nos com os benefícios práticos da sabedoria. É por isso que o melhor é olhar Provérbios como observações ou princípios, em lugar de vê-los como promessas.

Devemos manter unidas ambas as coisas – os benefícios práticos do viver sábio e os benefícios espirituais do sofrimento – e confiar que o Senhor sabe o que está fazendo em cada situação.

Dito isto, somos inclinados a suspeitar de toda essa ideia de deleitarmo-nos num viver próspero. Isso parece tão mundano! Mas Deus se deleita em abençoar seus filhos, tal como todo pai. Quando Deus nos abençoa com um tempo de prosperidade, podemos magoar o coração de Deus, se deixarmos de nos regozijar nisso. Depois de passar muitos anos economizando dinheiro para comprar uma casa, uma amiga minha foi abençoada com a oportunidade de ter sua linda casa. Mas não podia se deleitar completamente nisso, e disse: “Fico esperando a gota d’água. Se Deus me concedeu isso, o que será que ele está se preparando para tirar?” Tal pensamento rouba tanto de Deus como de nós, o prazer de desfrutar de Suas dádivas. Se Ele nos abençoa com algum bem material, temos liberdade de usufruir. Como Salomão escreveu: “nada há melhor para o homem do que comer, beber e fazer que a sua alma goze o bem do seu trabalho. No entanto, vi também que isto vem da mão de Deus” (Eclesiastes 2.24).

Outro benefício da sabedoria é a felicidade:
Feliz o homem que acha sabedoria,
e o homem que adquire conhecimento;
porque melhor é o lucro que ela dá do que o da prata,
e melhor a sua renda do que o ouro mais fino.
Mais preciosa é do que pérolas,
e tudo o que podes desejar não é comparável a ela. (Provérbios 3.13-15)

Você pode pensar numa definição melhor para a felicidade? Se somos crentes infelizes, o problema não está nas circunstâncias; está em nossa interpretação das circunstâncias, uma interpretação que não possui sabedoria. Mesmo as ocasiões infelizes podem ser vividas com alegria e paz, quando lembramos quem as ordenou e que Ele as permitiu por uma boa razão. A mulher sábia reconhece que a felicidade profunda e duradoura nunca será encontrada nas circunstâncias, mas apenas na Sabedoria, que é o próprio Cristo.

Outro fruto da sabedoria é o auto-conhecimento. João Calvino disse que antes de conhecermos a nós mesmos, precisamos conhecer a Deus. Somente Deus realmente conhece e entende nossos corações, é claro; mas, quanto mais conhecemos a Deus, mais conheceremos a nós mesmas. O auto-conhecimento – e uma parte dele é a consciência de nossa fraqueza pessoal – é vital para resistirmos às tentações, uma vez que as tentações nos atingem em áreas em que somos fracas. A mulher que conhece a Deus está mais capacitada a reconhecer quando está prestes a cair em pecado, e está, portanto, mais preparada para lidar com ele de modo inteligente. O autoconhecimento é um fruto da sabedoria.

Pois debalde se estende a rede à vista de qualquer ave. (provérbios 1.17)
Trecho do livro “Mulheres Sábias”, de Lydia Brownback, futuro lançamento da Editora Fiel para Maio/2013
Fonte: voltemos ao evangelho

Escola força garota adolescente a pedir por beijo lésbico

Mais uma vez fica evidente: a pseudo-educação sexista proposta pela esquerda e imposta pelo Estado a crianças cada vez mais novas nada mais é que perversão pura e remodelagem comportamental da mais abjeta.

Segundo Todd Starnes, da Fox News, pais indignados disseram que uma escola de Ensino Fundamental em Nova York instruiu jovens estudantes do sexo feminino sobre como pedir um beijo lésbico para a outra — enquanto os garotos eram ensinados a detectar mulheres fáceis — em uma apresentação anti-bullying sobre identidade de gênero e orientação sexual.

Segundo a matéria de Starnes, as crianças compareceram no dia 11 de abril a uma aula especial sobre saúde na Linden Avenue Middle School (na cidade de Red Hook, estado de Nova Iorque) ministrada por estudantes universitários. Os pais não foram notificados da apresentação.

Os estudantes foram introduzidos a termos tais como “pansexual” e “genderqueer”.
Foi dito a algumas das jovens estudantes que era comum para garotas de 14 anos terem sexo e que seus pais nada poderiam fazer para impedir. 

Mandy Coon, uma mãe de um estudante da oitava série disse: “Estou furiosa, sou a mãe dela. Aonde foi dito que qualquer um tem o direito de dizer a ela que está tudo bem fazer sexo?”

Segundo a Fox News, Coon disse que sua filha ficou angustiada com a apresentação e confusa pensando porquê foi pedido a ela que incitasse outra garota a beijá-la.

“Ela me disse, ‘Mãe, todos nós fomos seduzidas e tivemos que escolher [garotas para seduzir] — agora vou ser chamada de lésbica porque tive que perguntar a outra garota se podia beijá-la’”, disse Coon.

Segundo a mãe, a escola disse que a intenção dessa lição era “ensinar limites às garotas e como elas deveriam dizer não”. “Eles também escolheram duas garotas para ficarem em frente à classe para se portarem como se fossem duas lésbicas em um encontro”, acrescentou Coon.

O Poughkeepsie Journal noticiou que o Superintendente Distrital do Distrito Educacional de Red Hook, Paul Finch, disse que a aula teve como foco o “aperfeiçoamento cultural, relativo, comunicacional e auto perceptivo”. Finch disse que é mandatório que se ensine no Ensino Fundamental esses assuntos, segundo o ‘Ato de Dignidade para Todos Estudantes’ daquele estado.

A mãe Tara Burns disse à Fox News que “a escola está excedendo seus limites ao não notificar primeiramente os pais e deixar por conta deles a escolha. Achei isso muito inapropriado. Esse tipo de ensinamento é o tipo de coisa que deve se deixar para os pais.”
Os pais dos garotos estudantes daquela escola estavam indignados com as lições escolares sobre uso de camisinha e modos de descobrir se uma garota é uma galinha (slut) ou não.

“Fiquei absolutamente furiosa — muito furiosa”, disse uma mãe de um garoto de 13 anos. “Eles estavam ensinando os garotos a decifrar se uma garota é uma galinha”. Segundo a mãe, que não quis se identificar, foi dito aos garotos que para determinar se uma garota era promíscua ou não, teriam de dar atenção ao modo pelo qual elas se vestiam e ao número de garotos com que elas saíam.

“Não julgamos as pessoas dessa forma na nossa família”, disse a mãe. “Não rotulamos uma mulher pelo quê ela veste ou pela pessoa com a qual ela sai”.

O jornal noticiou que a diretora Katie Zahedi escreveu aos pais no Facebook que o exercício não era “se passar por gay”, mas praticar o ato de dizer “não” a avanços indesejados: “Ao esclarecer a discussão, deixamos claros que absolutamente nenhuma discussão de qualquer ato sexual é apropriada ao Ensino Fundamental, e então eles usaram os exemplos do beijo. Foi uma atividade dividida entre garotas e garotos que, em última análise, teve como fim  promover o respeito e a segurança.”

Segundo a Fox News, a mãe anônima também disse que os garotos foram instruídos a sempre carregarem camisinhas em suas carteiras.

“São apenas crianças,” disse ela. “Estou estupefata que eles puderam achar apropriado esse tipo de aula.”



Publicado no WND.
Tradução: Leonildo Trombela Junior
Fonte: midia sem mascara

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Outra doença mortal atinge homossexuais

Autoridades de saúde se esforçam para dissipar o temor de uma epidemia nacional

A relação homossexual está se tornando cada vez mais perigosa.

Garth Kant
Autoridades de saúde estão alertando gays sexualmente ativos sobre o surto de uma meningite bacteriana potencialmente mortal em Los Angeles e Nova York.
A doença infectou 22 pessoas em Nova York e levou sete a morte desde 2010. Autoridades de saúde em Los Angeles estão realizando testes para verificar se o tipo de bactéria que está infectando os gays é o mesmo que atinge Nova York.
A fundação local AIDS Healthcare Foundation (AHF), conhecida por oferecer gratuitamente serviços de prevenção e tratamento de HIV, passou a oferecer também a vacina contra meningite depois que um homossexual de West Hollywood foi diagnosticado com morte cerebral na última sexta-feira.
O advogado de 33 anos Brett Shaad morreu uma semana após começar a sentir os sintomas.
Brett Shaad: depois de uma farra homossexual, fulminado por uma doença mortal
As autoridades suspeitam que ele foi exposto à meningite bacteriana em uma festa que aconteceu em Palm Springs no fim de semana de 30 de março. A festa atrai homossexuais de todo o país.
O jornal New York Daily News está chamando a doença de uma ameaça de DST, embora os Centros de Controle e Prevenção de Doenças não classifiquem a meningite bacteriana como uma doença sexualmente transmissível.
O que eles afirmam é que a doença não pode ser transmitida por contatos casuais, mas “Algumas bactérias podem ser transmitidas pela troca de secreções respiratórias e da garganta (por exemplo, o beijo)”.
Segundo reportagem do canal KTLA, a morte de Shaad, advogado residente em West Hollywood, causou alerta.
“Não estamos dizendo que neste momento temos um surto em Los Angeles”, explica Michael Weinstein, presidente da fundação AHF ao KTLA. “Mas sabemos que a doença é séria, é mortal e pode se espalhar de maneira relativamente fácil”.
Uma reportagem da Associated Press noticiou que Shaad foi para a sala de emergência na quarta-feira, e na quinta-feira estava em estado de coma.
Os sintomas da doença costumam aparecer dentro de três a sete dias depois da exposição. Dentre os sintomas estão febre, torcicolo, náusea, dor de cabeça, vômito, aumento de sensibilidade à luz e estado mental alterado, geralmente de confusão.
O vereador John Duran, de West Hollywood, disse que foram espalhados avisos.
“Para muitos dos membros mais jovens da comunidade, de 35 para baixo, essa é a primeira vez que perderam um amigo jovem e saudável”, Declarou Duran. “Muitos de nós que temos mais de 40 estamos vivendo um déjà vu, tendo vivido a epidemia de AIDS”.
Enquanto isso, especialistas de saúde estão tentando minimizar o alerta de uma epidemia “entre homossexuais”.
“Isso não é uma doença transmissível principalmente pelo contato sexual. Ela se espalha por gotículas respiratórias, o que significa que você pode estar sentado tendo uma conversa prolongada com alguém e espalhar a doença sem ter tido relação sexual”, argumenta o Dr. Parveen Kaur, da AHF.
Kaur afirma que geralmente, de 100 casos, haverá de 10 a 15 fatalidades, e mais ou menos a mesma proporção terá sequelas como perda de audição, redução da capacidade mental ou outros problemas.
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do original do WND: Another killer disease striking homosexuals
Leitura recomendada:

quarta-feira, 24 de abril de 2013

FOTOS: ativistas desrespeitam bispo da Igreja Católica

Imagem: Reprodução: (AFP e Reuters)Ativistas seminuas do grupo feminista Femen invadiram uma conferência em uma universidade de Bruxelas. Durante o ato, manifestantes agrediram com jatos de água o arcebispo de Mechelen-Bruxelas, Andre-Joseph Leonard. O religioso se manteve calado, não reagiu e evitou olhar para as ativistas. (Veja as imagens abaixo)

De acordo com agências internacionais, a motivação para o ato de selvageria foi protestar contra a homofobia. No fim da manifestação, a reação do arcebispo foi beijar uma imagem da Virgem Maria ao deixar a sala.

Nascido na Ucrânia e com filiais em vários países (incluindo o Brasil e nações de maioria islâmica), o Femen costuma fazer campanhas pelos direitos das mulheres e de minorias, sendo uma de suas bandeiras a defesa do casamento gay. O grupo também já realizou atos contra os casos de pedofilia na Igreja.
Veja as imagens da agressão abaixo:

Imagem: Reprodução (AFP e Reuters)
Imagem: Reprodução (AFP e Reuters)
Imagem: Reprodução (AFP e Reuters)
Imagem: Reprodução (AFP e Reuters)
Imagem: Reprodução (AFP e Reuters)
Fonte: O Globo
via verdade gospel

terça-feira, 23 de abril de 2013

Governador participa de formatura de 70 oficiais da Polícia Militar

 




 
Rio Branco (Acre) O governador Tião Viana e o comandante-geral da PM, coronel José dos Reis Anastácio, acompanhados por outras autoridades de Estado, participaram da formatura de 69 oficiais da Polícia Militar e dois oficiais do Corpo de Bombeiros, totalizando 71 novos oficiais no Estado. A solenidade aconteceu no estacionamento em frente ao quartel da Polícia Militar.

Entre os formandos está o coronel Mario César, que nesta formatura atingiu o mais alto posto da PM acreana a insígnia de coronel full. O oficial ressaltou que está há 27 anos servindo ao Estado como PM e sente que sua carreira está sendo coroada com essa promoção.

Polícia Militar de Xapuri prendeu em flagrante delito o suspeito de uma tentativa de homicídio no bairro da Sibéria

No último domingo, 21/04/2013, por volta das 21h, a Polícia Militar foi acionada via 190, onde segundo a denúcia, havia ocorrido vias de fato no interior do Bar do Sr. Manoel, localizado no bairro Sibéria. Após a chegada dos policiais no local, foi informado a guarnição através de populares que um homem estaria ferido. A vítima se chama Elson Lucas de Morais, o mesmo apresentava ferimentos desferidos por arma branca do suspeito do crime, Sinei da Costa Raulino.

A Polícia Militar de Xapuri agiu rápido e com eficiência, prendeu em flagrante delito o autor do crime de tentativa de homicídio. A prisão foi realizada no Km 03 da estrada de Petrópolis, o infrator estava com posse de duas facas. Após ter sido levado ao PS de Xapuri, pois ele apresentava um ferimento na perna, que segundo ele teria sido causado pela vítima citada. Em seguida, o autor do crime foi entregue na DP, juntamente com as duas facas.

Mais uma vez, a bebida alcóolica foi o vetor da violência praticada nessa ocorrência, infelizmente, mesmo que alguns não queiram ver, mas essa é a dura realidade de um munícipio em que a venda de bebida alcóolica é oferecida em larga escala, e, que segundo os dados ou fatos como queiram, não mentem, ou seja, contra fatos não há argumento. 

A Polícia Militar continuará incansável na luta contra a violência, mesmo que em condições desfavoráveis, isso não nos limita a fazer somente o trivial, mas fazer além daquilo que é proposto, pois combatemos o crime em todas as suas formas, seja na prevenção, através do PROERD, JCC, POLÍCIA COMUNITÁRIA (LAZER COM ATIVIDADES ESPORTIVAS), VIZINHANÇA SOLIDÁRIA, PALESTRAS NAS ESCOLAS, PALESTRAS NAS COMUNIDADES RURAIS, seja também na resolução dos crimes, atendimento de ocorrências, as operações tais como: ÁLCOOL ZERO, SATURAÇÃO, TRÂNSITO SEGURIO, SOSSÊGO, BOÊMIA, COMÉRCIO SEGURO, PAGAMENTO, dentre outras. E por fim também temos a VISITA SOLÍDÁRIA, que acompanha as famílias que foram vítimas de violência doméstica.

Enfim, a política de segurança pública é realizada em parceria com toda a sociedade. A Polícia Militar de Xapuri está a disposição da população xapuriense.

Sinei da Costa Raulino
Sinei da Costa Raulino

domingo, 21 de abril de 2013

AVISO

Escrito por Olavo de Carvalho | 21 Abril 2013

Reserve desde já sua vaga para assistir online ao curso “Introdução à Filosofia de Louis Lavelle”.

O curso será proferido de 6 a 11 de maio e as taxas para acesso online são: R$ 350,00 para membros do Seminário de Filosofia e alunos do Curso Online de Filosofia; R$ 550,00 para todos os outros.


QUEM SE INSCREVER ATÉ QUARTA-FEIRA PRÓXIMA, DIA 24, ÀS 15H00 DO BRASIL, TERÁ UM DESCONTO DE R$ 100,00.


Para inscrever-se, siga este passoa-a-passo:


(1) Vá à sua conta do Paypal (www.paypal.com.br).
(2) Se não tem uma conta, abra uma na hora; é facílimo.
(3) No Paypal, use o seu cartão de débito ou crédito e faça o pagamento para odecarvalho@gmail.com.
(4) Em seguida, envie o comprovante para o mesmo endereço de e-mail, escrevendo no subject: Pagamento Lavelle.


A senha será liberada três dias antes do início do curso.
Para quaisquer dúvidas, envie um e-mail para marcelacandrade@gmail.com.

Beijaço * Mensaleiros * Rachel


sexta-feira, 19 de abril de 2013

Os jardins da alma...


Imagem: O jardineiro. Óleo sobre tela, by Mincu. Disponível no Google.

Eu libertei os descendentes de Jacó e os salvei das mãos de uma nação mais forte do que eles. E vão chegar e cantar de alegria no monte Sião; vão se alegrar com os Meus presentes, com os cereais, o vinho, o azeite, o gado e os carneiros. Eles serão como um jardim bem regado e terão tudo o que precisarem.
Jeremias 31.11-12

Jardins são sempre encantadores. Lugares lindos de se ver e aprazíveis de estar.

Flores e cores, perfumes e amores, encanto, beleza... E uma certa paz que repousa sutil e singular em nossas almas, enquanto estas desencarnam por alguns instantes e brincam como cervos saltitantes pelos campos, em meio ao fascinante bailado das flores de jardins naturais...

De tão lindos e delicados que são os jardins bem cuidados, a Bíblia usa-os em referência às almas que recorrem aos cuidados de Deus, o Sublime Jardineiro: “E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam” (Isaías 58.11).

Mas o mesmo verso dá-nos a entender que vidas desprovidas do amparo do Criador assemelham-se aos jardins descuidados, cheios de ervas daninhas, maltratados, entulhados, ressequidos. Nesses jardins é comum a destruição causada pela infestação de pulgões, lagartas, insetos de todos os gêneros. É comum a presença das (horríveis e monstruosas) aranhas, com suas teias inconvenientes propondo uma decoração nada agradável de se ver... Até animais maiores como os ratos conseguem fazer toquinhas pelos cantos de um jardim sem jardineiro.

E é bem nesse estado em que muitas vezes nossas almas se encontram: Exalando um forte odor de sujeira, de água parada, velha e empoçada. Um cheiro ruim de lixo misturado ao mato alto. A repercussão apenas dos ecos da solidão, em apresentável estado de abandono, de tristeza, de deformação dos sonhos, da vida, da alegria de ser.

E os lugares da alma por onde lindas borboletas de esperança namoravam com as flores rebentando em vida a cada amanhecer, de repente se vêm vazios, fluindo desencanto e dor profunda.

Lastimável o estado em que se encontra um jardim sem um jardineiro, o estado de uma alma sem Deus.

Bem perto da minha casa há um lugar quase mágico, um pequeno jardim criado e cuidado por um casal de idosos que se comoveu com a situação daquele ambiente que, há poucos anos, servia de boca de fumo e, vez em quando, abrigava alguns perseguidos da polícia.

O lugar é simples. Foi cercado com uma cerca baixa de madeiras – como aquelas cercas das casas do interior. Foi calçado com pedras nas curtas estradas que separam os canteiros cuidadosamente desenhados, e estes delimitados por garrafas pet cheias de água e corante artificial, que enterradas no chão formaram lindos degraus coloridos. Há algumas árvores dentro desse pequeno jardim, e muitas espécies de plantas e flores bem cuidadas.

Trata-se de um local público, porém, não frequentado. Não há bancos lá. Mas quem passa se agrada e encanta com o carinho expresso em cada detalhe daquele ambiente, diariamente cuidado pelo casal que quis beneficiar os moradores da quadra, transformando aquele lugar que antes acolhia a morte e assombro em uma maternidade de vida verde.

É uma linda representação do poder e do interesse de Deus para com as nossas vidas. Ele ama fazer cada um dos nossos dias sem cores num dia de trabalho em que Ele mesmo pacientemente lida com flores e ervas daninhas, com mudas e enxertos, com adubagens e podas, até que Sua obra paisagística esteja completa, e ofereça agradável acolhida aos visitantes.

Jardins precisam de jardineiros, não o contrário. É como Rubem Alves bem observou: "Havendo um jardineiro, mais cedo ou mais tarde um jardim aparecerá. Mas havendo um jardim sem jardineiro, mais cedo ou mais tarde, ele desaparecerá. [...] O que faz um jardim são os pensamentos do jardineiro." 

Nós precisamos do Senhor, e cônscios disso, escolhemos nos lançar aos Seus cuidados hoje. “Ele verá o fruto do trabalho da Sua alma e ficará satisfeito...” (Isaías 53.11). E nós, finalmente seremos realizados, tendo muito mais a dar, posto que tanto Dele diariamente nós recebemos...
 
Fonte: Experimente Jesus

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Rita Lee é condenada a pagar indenização a PM

Rita Lee foi condenada nesta quinta-feira (18) a pagar uma indenização de R$ 5 mil a dois policiais miliatares de Sergipe por danos morais. A decisão foi tomada pela Turma Recursal do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) e refere-se a um incidente no festival de Verão de 2012, quando a cantora poferiu xigamentos contra alguns policiais que supostamente tentavam impedir que o público usasse drogas em seu show. 


O relator dos dois processos que foram julgados, Juiz Marcos de Oliveira Pinto, concluiu que é inegável o fato de que a cantora efetivamente proferiu contra os policiais palavras de “baixo calão, ofendendo-os em público, debochando dos mesmos, a ponto de terem sido vaiados pela plateia que assistia ao show musical por ela comandado, na qualidade de cantora nacionalmente conhecida e principal atração do evento que se realizava, fazendo com que, despidos de suas autoridades, eles se retirassem do local, sob o olhar de todos”.

O juiz relator argumentou ainda que o servidor público não pode ficar à mercê de atos que agridam a sua honra, devendo ser ressarcidos quando essas ações provocarem prejuízos materiais ou morais. “Afasto o argumento de que o dano moral não pode ser reconhecido pelo simples fato de que nenhum policial fora individualizado ou nominalmente identificado, já que as agressões alcançaram todos os policiais que se encontravam exercendo suas atribuições no citado evento, estivessem eles próximos ao palco ou não, já que as agressões foram disparadas em público e para que toda a plateia ouvisse”, diz a sentença.

Fonte: Terra
via cidadeverde.com

Guardas Mirins torcem pelo Galvez

Imprensa Pmac
2º Batalhão proporciona tarde de lazer de às crianças do projeto Guarda Mirim

Guardas Mirins do 2º Batalhão de Policia Militar prestigiam e torcem pelo Galvez, time de futebol da PMAC.  No fim da tarde de ontem, 11, em rodada válida pelo Campeonato Acriano o time do Galvez enfrentou a equipe do Rio Branco. As crianças e jovens entraram em campo com o selecionado da PM e acompanharam o jogo da arquibancada.

O resultado final da partida foi de 5 x 1 para a equipe do Rio Branco, atual líder da competição, porém, nesta ocasião o placar do jogo não foi o mais importante, pelo menos para este público, mas a oportunidade de estar presente, de ir ao estádio.  Algo que alguns dos guardas mirins nunca tinham feito.

Para o projeto do 2º BPM cultivar hábitos desta natureza é importante para inserir as crianças no esporte e proporcionar interação com os atletas que defendem as cores da Corporação nos gramados, além de propiciar uma tarde de lazer e entretenimento aos participantes incentiva a aproximação com os militares e o estreitamento das relações.

A Guarda Mirim tem como objetivo integrar crianças, adolescentes e pais, trabalhando a hierarquia e disciplina, promovendo o direcionamento social, educacional e formação moral visando à transformação de sua realidade, sobretudo, formando cidadãos estimulando a valorização pessoal, minimizando a exclusão social.

Grupo da PM atua de forma rápida e eficaz

Modalidade de policiamento reduz o tempo de espera das chamadas e viabiliza o atendimento de ocorrências (Foto: Igor Martins/PMAC)
Modalidade de policiamento reduz o tempo de espera das chamadas e viabiliza o atendimento de ocorrências (Foto: Igor Martins/PMAC)
Modalidade de policiamento reduz o tempo de espera das chamadas e viabiliza o atendimento de ocorrências (Foto: Igor Martins/PMAC)
Modalidade de policiamento reduz o tempo de espera das chamadas e viabiliza o atendimento de ocorrências (Foto: Igor Oliveira/PMAC)

Criado para dar resposta rápida aos delitos cometidos por suspeitos que usam motos, o Grupo de Intervenções Rápidas Ostensivas (Giro), da Polícia Militar, revolucionou o policiamento no Estado do Acre com um esquema eficaz e organizado de combate ao crime. Bem treinados e auxiliados por motos potentes, a agilidade no atendimento de ocorrências tem sido destaque nas atuações do grupo.
O êxito das operações é motivo de comemoração para a corporação e a sociedade. A média do tempo de resposta varia de um a três minutos e quase 100% das solicitações são atendidas a tempo.
“Fui assaltado por dois homens de bicicleta, no Parque da Maternidade em um local onde não há rua, por sorte meu celular não estava na mochila que eles levaram e pude chamar a polícia, não demorou cinco minutos e os policiais de motos chegaram onde eu estava e ainda conseguiram prender os ladrões”, declarou o estudante Thalisom Meneses.
Gostar de motociclismo é praticamente um pré-requisito para ingressar no grupo, que hoje conta com 70 homens apenas na capital. Eles atuam divididos em grupos de quatro policiais em três otos, sendo que um é garupa, responsável pelo contato com o comando. Além de oferecer suporte na rendição de um suspeito e carregar uma submetralhadora, arma específica dos grupos táticos da PM.
Paixão pela profissão
Relatos de amor as duas rodas e a adrenalina que ela proporciona, são comuns entre as histórias que motivam o grupo. “Desde jovem sempre fui fascinado por motos, assim que entrei para a corporação, pensei em fazer parte do grupamento, unir minha paixão de criança ao meu trabalho é um privilégio”, fala o sargento Sebastião, comandante de uma equipe Giro.

Giro conta com 70 homens apenas na capital (Foto: Igor Martins/PMAC)
Giro conta com 70 homens apenas na capital (Foto: Igor Oliveira/PMAC)
O soldado Eleonardo, há três anos na corporação, conta que a rotina puxada de patrulha, o combate ao crime e a atenção redobrada ao tráfego de veículos são comuns na vida deles, mas isso não os incomoda. “Para atuar no Giro, é preciso gostar muito”, diz, com orgulho da profissão.
Segurança
O capitão Edener, subcomandante do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), explica que devido o risco e a vulnerabilidade natural de dirigir uma moto em alta velocidade, antes de ingressar no Giro, os policiais recebem um treinamento de técnicas de trânsito, pilotagem, transposição de obstáculos, equilíbrio e, ainda, como minimizar impactos em quedas e rolamentos.
“Alguns de nossos policiais receberam treinamento específico em outros estados que os qualificam a repassar esses conhecimentos para o restante da tropa. A doutrina e a padronização são o diferencial do grupo”. Ele destaca ainda o uso dos equipamentos de segurança durante a patrulha. “Além dos ensinamentos, nossos policiais são orientados a usar todos os equipamentos de proteção individual, colete, capacete, joelheiras, luvas e viseiras”, reforça o capitão.
O grupo Giro é considerado pelo comando da Polícia Militar do Acre, como o modelo de policiamento mais eficaz e produtivo da corporação, ele pretende ampliar os recursos e a estrutura dessa modalidade que já é indispensável para a manutenção da segurança pública.
História
A iniciativa pioneira de utilizar motos em rondas ostensivas foi implantada em Goiás em outubro de 1998 e era, até  então, inédita no Brasil. A ideia surgiu no Chile, onde o módulo de policiamento é conhecido por “todo-terreno”, no qual o veículo passa por calçadas e sobe no meio-fio. A medida foi adaptada e aprimorada para o contexto brasileiro e espalhada em todos os Estados.
Anteriormente ao início do Giro, o emprego de motos na segurança pública era diferente, não havia uma patrulha específica com equipes em motocicletas. Os policiais em motos serviam apenas de apoio a viaturas ou agiam sozinhos.
No Acre, o grupo começou em 2002 com a Operação Águia, contando com 30 homens e 14 motos. Devido ao sucesso da operação, o comando decidiu manter o modelo de policiamento para desenvolver missões na capital e no interior do Estado.
fonte: www.agencia.ac.gov.br

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Os guris do crime

Escrito por Felipe Moura Brasil
A seguir cenas do próximo Enem:

— Quem matou o paulista Victor Hugo Deppman, de 19 anos?

a) A arma.
b) A pobreza.
c) A falta de escola.
d) A falta de um parquinho com escorrega na periferia.
e) A falta de verbas para o cinema nacional.
f) O capitalismo.
g) Os católicos e evangélicos.
h) A sociedade burguesa.
i) O sistema.
j) O celular de Victor Hugo Deppman.
k) Todas as respostas anteriores.

Ué, pergunta-se o vestibulando, mas e o assassino? Não foi ele?
Pergunta típica de estudante reacionário, que merece nota zero no Enem. Não entendeu ainda que, no Brasil de hoje, tudo mata, menos o assassino?

É simples:

Quando o desnutrido rouba a maçã da feira, ou o pai falido, um remédio para dar ao filho doente, temos os chamados “crimes famélicos”, que em países civilizados nem chegam a ser considerados crimes.

No Brasil de hoje, graças aos cientistas sociais, todos os crimes se passam por “crimes famélicos”: se o sujeito rouba um celular, é porque ele estava com muita fome de celular e não podia ficar sem internet. Se ele mata alguém enquanto rouba um celular, a fome era muito grande — ou muito antiga, já que uma fomezinha na infância basta para autorizar uma vida inteira de crimes. E, se a fome era muito grande ou muito antiga, a culpa é dos ricos que, segundo esses mesmos cientistas sociais, criaram a pobreza. Mesmo que muitas vezes seja uma pobreza apenas aparente, daquelas com piscina e parabólica, de causar inveja aos pobres da Índia.

O estupro, por exemplo, é um caso óbvio de crime famélico: o sujeito não consegue comer mulher, não consegue nem sair com uma mulher, então precisa forçar a barra para dar umazinha. Que mal há nisso?

O mal está, obviamente, naqueles malditos pastores evangélicos que insistem em dizer aos pobres brasileiros que, mesmo para eles, o crime é pecado. Como eles ousam tornar os pobres tão apáticos? Não leram Marcuse? Não leram Hobsbawn?

A taxa irrisória de delinquência entre os pobres evangélicos é mesmo um crime: um crime indesculpável contra a tese da correlação causal entre pobreza e criminalidade. Veja só como a fé é alienante: o sujeito, em vez de aproveitar que é pobre para roubar, estuprar e matar os ricos sem peso de consciência, fica lá rezando pai-nosso, ave-maria, e não furta nem uma hóstia!

Entre o apelo ao crime e o apelo à fé; entre a palavra dos cientistas sociais e a dos bispos, que há décadas disputam a alma dos pobres brasileiros, ele repete a dos bispos. Fica parecendo até que a ação humana não depende diretamente da situação econômica, mas da interpretação que se faz dela, de acordo com crenças e valores disseminados pela classe letrada, da qual participam os cientistas sociais e os bispos. Mais um pouco e até os psicopatas acreditam que têm escolha!

Não é porque a maioria dos pobres nas favelas e periferias não delinque nem mata que o Estado vai culpar os que delinquem e matam, sobretudo se menores de idade. Livros, teses, jornais e ONGs progressistas fizeram chegar até estes a ideia de que o crime é não apenas justificável nessas circunstâncias, como é sem dúvida o melhor a fazer; de modo que a culpa não é deles se ainda há quem prefira Jesus Cristo.

Se as noivas celebram despedida de solteira com vários go-go-boys, por que os pobres de 17 anos não podem celebrar despedida de menoridade com um cadáver? Isto sim é um direito humano. Gilberto Carvalho e Michel Temer são muito coerentes em defender os jovens assassinos contra essa meia dúzia de reacionários que critica o limite de 3 anos de recolhimento, previsto pelo artigo 121 do Estatuto da Criança e do Adolescente. Eles querem o quê, afinal? Que os menores passem muitos anos na cadeia?

Só falta dizer que a precariedade do sistema carcerário não é motivo para deixar os assassinos nas ruas, matando a população. Só falta acusar o governo de descuidar das prisões para ter uma desculpa a mais para liberá-los. Só falta explicar o índice de 70% de reincidência criminal em função justamente da suavidade das penas, da sensação de impunidade e do descuido prisional. Só falta propor a reeducação do imaginário dos presos pela leitura de Dostoiévski. Só falta alegar que Deppman estaria vivo se o assassino tivesse ficado preso nas duas vezes em que fora detido por roubo. Só falta espalhar que em um monte de países civilizados a maioridade penal se dá antes dos 18 anos. Só falta declarar que os bandidos adultos usam os adolescentes intocáveis como mão de obra do crime. Só falta lembrar que os próprios pobres são suas principais vítimas, inclusive dos 50 mil homicídios por ano no país. Só falta afirmar que o Brasil só será mais seguro quando os bandidos tiverem tanto medo das consequências de seus crimes quanto os humoristas têm das de fazer piada com Alá e Maomé.

É muito reacionarismo para uma guerra civil só! O Estado brasileiro não está aqui para aterrorizar bandidos. O Estado brasileiro está aqui para ser uma mãe para eles, como aquela da música “Meu guri”, do companheiro petista Chico Buarque.

Que mal há no caso paulista se o assassino “dimenor” — com sua fome de matar temporariamente saciada — já foi recolhido, sem legenda, nem iniciais? "Eu não entendo essa gente, seu moço/ fazendo alvoroço demais”... Só porque daqui a três anos ele estará nas ruas, de ficha limpa, como um exemplo de que o crime compensa? Dependendo do ódio pela vítima no caso de homicídio ou do tesão, no de estupro, talvez valha mesmo a pena arriscar um período de recolhimento, e daí?

Todo mundo sabe de quem é a culpa. Todo mundo sabe que a resposta oficial de políticos, juristas, jornalistas, cientistas sociais e demais membros das classes falantes brasileiras para a família de Victor Hugo Deppman e para toda essa gente reacionária com fome de justiça é a resposta “k”:

Kkkkkkkkkk!

Felipe Moura Brasil edita o Blog do Pim.
via midia sem mascara

terça-feira, 16 de abril de 2013

‘Nós vamos encontrar quem fez isso’, diz Barack Obama

Algumas horas após a explosão de duas bombas na Maratona de Boston (EUA), que deixou pelo menos dois mortos e dezenas de feridos, o presidente Barack Obama informou que ainda não há respostas sobre a causa do incidente. Em coletiva de imprensa, ele afirmou que as pessoas não devem chegar a conclusões precipitadas e confirmou ainda uma reunião com o FBI.

“Nós ainda não sabemos quem fez isso e o porquê, mas não tenham dúvidas de que descobriremos. Não temos respostas”, afirmou Obama. “Mas todas as pessoas e grupos responsáveis por isso vão sentir o peso da justiça”, completou.

Pouco após o incidente, a Casa Branca informou que o presidente tinha tomado ciência do caso e fornecerá toda a assistência necessária. Segundo a Fox News, Obama ligou pessoalmente para o prefeito de Boston, Tom Menino, e para o governador de Massachusetts, Deval Patrick, para expressar sua preocupação e oferecer ajuda do governo federal. O governo de Nova York mobilizou unidades antiterroristas para proteger seus monumentos.

O vice-presidente Joe Biden, em uma conferência telefônica sobre as propostas para reforçar as leis sobre armas, ofereceu suas orações ao reagir a imagens de televisão vindas de Boston. “Enquanto eu estou falando, eles ligaram a televisão aqui no meu escritório. Aparentemente foi uma bomba. Não conheço nenhum detalhe sobre o que causou isso, sobre quem fez isso. Mas nossas orações estão com as pessoas em Boston que sofreram ferimentos”.

Fonte: O Globo
Via Verdade Gospel.