Carregando...

domingo, 19 de janeiro de 2014

Jornalistas do SBT têm vergonha de Rachel Sheherazade. Eu tenho vergonha dos jornalistas do SBT.

Segundo a colunista Fabíola Reipert, jornalistas da emissora têm comentado que sentem vergonha de trabalhar com ela. O problema seria o fato de Rachel ter uma postura muito opinativa, com pensamentos que nem todos concordam.
 
O jornalismo no SBT, que costumava ser mais imparcial, agora exibe as opiniões de direita da apresentadora. Recentemente, ela deu uma entrevista em que se mostrou a favor do deputado Feliciano e comentou sobre os “rolezinhos”.

É o sinal de que a direita começa a incomodar, por balançar a hegemonia de esquerda que já dura tantas décadas. Esses jornalistas não estão mais acostumados ao contraditório, a alguém com opinião firme diferente do que prega a cartilha politicamente correta do “mainstream”.

Quando aparece alguém com esse perfil, automaticamente cria-se grande desconforto entre o establishment jornalístico. Como assim, ela ousa criticar abertamente os “rolezinhos”, essa linda expressão popular dos abandonados da periferia?

Ao contrário dos jornalistas do SBT, eu tenho orgulho porque Rachel Sheherezade se tornou, recentemente, minha seguidora no Twitter:
 
Rachel Sheherazade
Então ficamos assim: jornalistas de esquerda do SBT têm vergonha de Rachel Sheherazade. E eu tenho vergonha dos jornalistas de esquerda do SBT (e de todos os demais canais).

Aprendam a viver com opiniões divergentes, meus caros! Coloquem em prática aquilo que sempre pregaram da boca para fora, e enalteçam a pluralidade de ideias. Ou será que todo jornalista “imparcial” precisa tomar o partido da esquerda como prova de sua “imparcialidade”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário