Carregando...

sábado, 28 de junho de 2014

Governador Sebastião Viana, PT e quem gosta do PT vota na Chapa 02

Candidato da chapa 2, coronel Deodato e tenente Veríssimo se reúnem com Sebastião Viana para traçar estratégias de campanha para as eleições da AME




Aqueles que arrotavam ataques veementes aos atos abusivos e ao descaso do governo petista, agora participam do baquete governamental e buscam enfraquecer a categoria ao oferecer a Associação dos Militares (AME) aos cuidados do atual executivo estadual. Foi o que ficou evidenciado nessa semana, quando o coronel Deodato, tenente Veríssimo Antrobus e o candidato da Chapa 2, Lucivaldo Brandão se reuniram com o governador Sebastião Viana para traçar estratégias para as eleições da AME, na última quarta-feira, 25, no Gabinete Civil.

De acordo com informações, o governador ofereceu todo apoio necessário para que a Chapa 01 fosse prejudicada no pleito que escolherá o novo presidente da AME. Entre somas em dinheiro, o governador afirmou que Lucivaldo poderia despejar promessas à vontade que ele daria um jeito para que alguns militares ligados à base governista confirmassem como possível e assim pudessem convencer os policiais e bombeiros.

Entre os apoios solicitados uma está a "ajuda" dos oficiais que comandam as unidades. De acordo com nosso informante que se reuniu com Deodato na manhã de ontem, 27, parte da estratégia se encontra em fazer com que os oficiais busquem junto à tropa apoio dos indecisos, além de fortalecer aqueles que já possuem tendências contra a oposição.

Uma reviravolta

Quando integrantes do PCdoB de Rio Branco, irritados com o governador Sebastião Viana, levaram a informação de que o candidato da Chapa 02, Lucivaldo, era filiado ao partido comunista, muitos militares da caserna afirmaram que seria impossível, já que ele se manifestava contra o governo estadual em alguns pontos e contra o governo federal em todos. A estratégia era ganhar a confiança daqueles que lhes estava próximo, passar uma imagem de oposição para não levantar dúvidas.

Certidão do TSE que confirma filiação do candidato da CHAPA 02 ao PCdoB


O candidato que não participava das Assembleias Gerais da categoria e que não deu a cara a bater em momentos importantes nas lutas Caserna, surge agora com interesses políticos. Seria no mínimo estranho essa atitude e a verdade apareceu de forma clara, a ideia é deixar o PT dominando todo o cenário sindical do Acre.

Ele mentiu para os amigos

Em conversa com os integrantes da CHAPA 02, eles afirmam que não sabiam da filiação ao partido comunista e que o desejo de todos eles era que houvesse um apartidarismo.

- Se ele mentiu para mim, por que não poderia mentir para a tropa? Verifique se a gente está andando com ele, nós andamos com ele? Eu não ando com comunista, afirmou seriamente um dos integrantes, já arrependido.

Como Lucivaldo está pedindo votos sozinho em alguns quarteis, existe a intenção de que o próprio governador chame todos os membros da chapa para uma conversa e que todos possam cair em campo nessa última semana.

Cuspindo no prato que comeu

O tenente Veríssimo, agora amigo declarado de Sebastião Viana, não esconde o rosto da infidelidade. Aquele que passou os últimos quatro anos afirmando que o governo petista lascava os militares, agora tece elogios nas redes sociais a seu novo chefe petista. Militares lotados na Vila do Incra afirmam que o oficial esteve no quartel daquele município pedindo votos e criticando a oposição, os PM’s não aguentaram um minuto de conversa e o deixaram falando para as paredes.

- Não adianta vir aqui elogiar esse governo que só fode com a gente, o cara vem aqui falar de benefícios e o nosso quartel está caindo em nossas cabeças, é ser muito cara-de-pau, afirmou um dos integrantes da guarnição que sofreram com o péssimo discurso de Antrobus.

Homem de dois lados? Não, homem do lado dele mesmo

Não é de se estranhar que um candidato da oposição consiga sentar e traçar estratégias com o governador Sebastião Viana sobre eleições políticas na Caserna e ao mesmo tempo manifeste apoio a Marcio Bittar que tenta mudar o Acre que foi destruído e esquecido nos últimos dezesseis anos?


Alguns militares afirmam que é preciso ter entrada e saídas das salas, mas na prática o nome disse é traição partidária e ao político que lhe está prestando ajuda, neste caso Márcio Bittar. Deodato que está vendendo “o peixe” da CHAPA 2 afirmando que a AME deve ser neutra politicamente, é o primeiro a levar a chapa para tramar no gabinete civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário