Carregando...

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

O massacre absoluto. Ou: Dilma deveria se preocupar com o preção, não com a pressão!

Estive fora nesta quinta o dia todo, em Jundiaí, para uma entrevista e uma palestra, que vão estar disponíveis no blog semana que vem. Após 18 horas fora de casa, cheguei exausto, mas sabia que não poderia deixar de ver o debate do SBT ontem mesmo.
Soube, afinal, que havia sido o mais aguerrido deles, e também o de mais baixo nível por parte da presidente, insinuando até que Aécio dirige bêbado ou drogado. O que o desespero não faz em gente sem escrúpulos?
Enfim, vi o massacre, digo, o debate até de madrugada. Que horror! No site da UOL, que organizou o debate com o SBT, mais de 80% dos 250 mil votos colocam Aécio como o melhor (tem uns 17% de cegos por ali). Aécio passou por Dilma como um trator.
O PT nos prova a cada dia não ter limites, mostra como o fundo do poço é cada vez mais embaixo. Dilma, que normalmente tem muita dificuldade de iniciar e terminar uma frase com algum elo lógico, estava particularmente desorientada ontem. Alguns maldosos especularam que era porque estava sem ponto eletrônico.
Resolveu partir para a briga, para ataques pessoais do mais baixo calão. Incapaz de responder uma só pergunta, e também de formular boas perguntas, o debate se tornou uma troca de acusações que servem para a diversão de muitos, mas não para ajudar aqueles ainda indecisos. O Brasil perde.
Parece que Dilma começou a ficar mais nervosa quando Aécio puxou da cartola que seu irmão foi funcionário fantasma em prefeitura do PT. Ali o discurso da presidente contra o nepotismo foi por água abaixo. O PT sempre foi muito hipócrita mesmo, seguindo o guru Lenin e acusando os outros do que faz.
O tucano voltou a acusar Dilma de mentirosa, olho no olho, e mostrando as provas. O PT fez a campanha mais suja, mais difamatória, mais baixa desde Collor, hoje aliado do PT, que contra Lula no passado falou até de aborto e coisa e tal.
Por fim, na hora da entrevista, Dilma gaguejou ainda mais, mostrou-se completamente incapaz de apresentar argumentos, e “passou mal”, ou simulou uma queda de pressão, como se pode ver:

A maior preocupação de Dilma não deveria ser a queda da pressão, e sim a alta do preção. É isso que tem assaltado os bolsos de todos os trabalhadores brasileiros diariamente, por conta de uma inflação fora de controle produzida pelo seu governo.
O Brasil não aguenta mais tanta mentira, tanta incompetência, tanto baixo nível, tanta demagogia e populismo. Como alguém como Dilma pode ter chegado à presidência do país? O que há de errado conosco? Não acho razoável alguém ter visto o debate ontem e ainda pretender votar em Dilma…
Rodrigo Constantino

Nenhum comentário:

Postar um comentário