Carregando...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Zumbilândia: estamos em um episódio de Walking Dead?

Eleitores do PT se aproximam…
É incrível. A sensação que temos – nós que acompanhamos o noticiário, buscamos informações e ainda nos indignamos com escândalos de corrupção – é a de que fazemos parte de um episódio de Walking Dead, repleto de zumbis pra todo lado. Somos impotentes diante deles?
Ou talvez façamos parte de um Truman Show, onde tudo não passa de uma “pegadinha” e no final vão revelar a grande brincadeira – de mau gosto, claro.
Como podem votar em Dilma depois de tudo que já veio à tona? Não ligam para os dez bilhões desviados da Petrobras que abasteciam os cofres do PT, cujo tesoureiro ganha como prêmio cargo em Itaipu? Não ligam para a economia estagnada e a inflação fora de controle? Não ligam para o aparelhamento da máquina estatal feita pelos pelegos?
Boatos circulam de que a pesquisa do Ibope de hoje colocará Dilma acima de Aécio para além da margem de erro. Sim, sei que os principais institutos de pesquisa não gozam mais de muita credibilidade. Sei também que o governo Dilma pagou milhões em contrato com tais institutos. Sei que o resultado pode ser suspeito. Sei, ainda, que eleição só se decide no dia, e que ainda falta o debate na TV Globo.
Mas um termômetro mais confiável coloca Dilma à frente mesmo: o Ibovespa. O índice despencou nos últimos dias, voltando para o patamar de apenas 50 mil pontos. As estatais, então, entraram em queda livre. São os investidores do mundo todo acusando o golpe, preparando-se para o pior: mais quatro anos de Dilma, com muita destruição de valor para os ativos brasileiros. Vejam só a Petrobras, por exemplo:
Fonte: Bloomberg
Fonte: Bloomberg
As pessoas que se mantiveram sãs, acordadas, olham espantadas para o lado, para um monte de zumbis em estágio de profunda alienação e lavagem cerebral. E sentem medo, naturalmente. Zumbis podem ser muito perigosos, pois não são apenas mortos-vivos, e sim figuras que ameaçam a nossa liberdade.
Eis o grande problema do “suicídio coletivo” que pouco mais da metade dos eleitores – pelo visto – quer cometer neste domingo: não vai acabar somente com suas vidas, mas com a de todos nós! Vão arrastar para essa cova imunda e escura que habitam todos aqueles que sabem muito bem qual a direção certa a tomar. Diante do abismo, querem dar um passo à frente. E querem nos empurrar antes…
Abismo
Rodrigo Constantino

Nenhum comentário:

Postar um comentário