Carregando...

segunda-feira, 18 de maio de 2015

O que ganham os esquerdistas ao dar aos menores licença para matar, sequestrar e estuprar?

 

tumblr_lzvn5isvrl1qfg4oyo1_r1_500
Algumas propostas esquerdistas, como desarmamento e principalmente a licença de menores para matar, possuem um cui bono que muitos não percebem: elas afrontam a dignidade humana ao máximo. Leis deste tipo rebaixam os seres humanos por afrontá-los e tirar-lhes a dignidade. Isto provoca em uma grande parte deles um ceticismo misturado com derrotismo diante do estado.
Hoje em dia a Primae Noctis (o direito da Primeira Noite) que permitia que um senhor feudal deflorasse qualquer mulher em sua noite de núpcias, antes do noivo, é uma tese contestada. Há quem diga que existia um exagero e que tal lei jamais foi aplicada. Mas algo similar ocorre em países socialistas, como por exemplo em Cuba, onde muitas mulheres de formação universitária precisam se prostituir para os soldados e para a corte dos irmãos Castro (que são os que realmente tem dinheiro), e na Coreia do Norte, onde Kim Jong-un vai montar seu harém.
Qual o objetivo de eles fazerem isso? A resposta está no fato de que retirar a dignidade de um povo é o primeiro caminho para desanimá-lo a lutar contra as tiranias. A melhor forma de fazer isso é humilhar ao máximo o seu povo.
Mas será que a extrema esquerda gasta tanto esforço querendo manter os menores impunes pelo mesmo princípio? De início, posso dizer que a minha tese é realmente afrontosa, e, exatamente por isso, devo sustentar minha posição com argumentos.
Primeiramente, precisamos entender que o socialismo é uma tecnologia para obtenção de poder totalitário para seus líderes. Nada mais que isso. Com isto em mente, devemos começar a entender todas as ações socialistas de acordo com esta tecnologia.
Por olharmos o socialismo desta forma mais realista, conseguimos saber por que eles priorizam tanto: (1) financiamento público de campanha, (2) unificação de polícias, (3) censura de mídia, (4) uso de coletivos não eleitos e outros.
O financiamento exclusivamente público de campanha é uma forma de o partido dono do poder se manter mais tempo por lá, pois cria-se uma regulação para os financiamentos de campanha, ao mesmo tempo em que nada é feito para limitar a publicidade institucional, o uso da Lei Rouanet e quaisquer outras formas que os governos usam para fazer propaganda do partido que está no poder. A unificação das polícias é uma meta de longo prazo, apenas para facilitar a liquidação dos adversários dos tiranos. A censura de mídia é uma forma de controlar as mentes das pessoas, e manter o poder mesmo com a devastação econômica de um país (basta dizer que a culpa “está nos fascistas norte-americanos, e portanto os líderes atuais são deuses da boa vontade, ajoelhem-se para eles”) e o uso de coletivos não eleitos é uma forma de violar a soberania do voto, estabelecendo uma ditadura de fato.
Como se percebe, não há ação priorizada por um governo socialista, ao menos em um momento de crise, que não esteja associada ao objetivo principal da tecnologia socialista: “dar poder totalitário aos seus líderes ou ajudá-los a manter esse poder”.
Pois eis que neste cenário a extrema esquerda abraça de forma desesperada a causa da manutenção da licença para matar, estuprar e sequestrar aos menores de idade. Uma das leis mais abomináveis da história da humanidade, o ECA, está sendo contestada e pode ser alterada. Os menores que hoje morrem de rir enquanto são “apreendidos” poderão, se tiverem entre 16 e 18 anos, serem punidos ao cometerem crimes hediondos. Essa mera possibilidade vem insuflando multidões de esquerdistas a lutarem até o fim de suas forças para continuar permitindo a impunidade total de menores.
Decerto que um dos lemas do socialismo é instaurar caos social para que o povo aceite mais fácil a tirania. A lei do desarmamento e o ECA seriam úteis neste sentido. Mas isto ainda não justifica a quantidade absurda de esforço gasto pela extrema esquerda na manutenção, em especial, da licença dada a menores para a prática de crimes hediondos.
O fato é que a extrema esquerda sabe que a derrubada dessa lei terá um efeito fundamental na recuperação da dignidade das pessoas. A mera possibilidade de alguém não ter mais o direito de fazer o que quiser com suas vítimas, impunemente ajudará a reduzir sentimentos muito pervasivos em nossa sociedade, como “ah, é assim mesmo, a coisa nunca muda” ou “ah, quem comete o crime tem privilégios”. Os socialistas precisam do máximo de pessoas, especialmente daqueles que não fazem parte de sua militância, vivendo de cabeça baixa, como se fossem vitimados por uma lei como a Primae Noctis.
No momento em que você vir um esquerdista lutando desesperado contra a mudança no ECA, basta visualizá-lo como alguém lutando para manter uma lei que tira a dignidade do povo. Com o fim da licença de menores para matar, estuprar, esquartejar e violar suas vítimas, o povo não apenas recuperará parte de sua dignidade, como também começará a falar em algo mais próximo à Justiça. E para tiranos, isso incomoda muito.
Fonte: http://lucianoayan.com/2015/05/16/o-que-ganham-os-esquerdistas-ao-dar-aos-menores-licenca-para-matar-sequestrar-e-estuprar/

Nenhum comentário:

Postar um comentário