Carregando...

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Gotas de um prazer imensurável


"[...] O Seu amor dura para sempre."

Salmos 118.1 - NVI


O amor é mesmo algo impressionante!

Quando uma pessoa está amando e sendo amada, é comum vê-la cantarolando durante uma e outra ocupação. Seu andar se torna leve, ao tempo que seus passos ganham a firmeza de uma rocha, porque agora miram retamente pelo caminho da felicidade. 

Quando uma pessoa está amando e sendo amada, fazer planos agora ganha o sabor de uma intensa conquista. A espera já não é mais enfadonha. É possível esperar o melhor, apesar do mundo ainda ser mundo.

Vale refletir: Se o amor de alguém que é cheio de imperfeições e temores, é capaz de fazer tão bem a outro alguém, quão feliz pode ser uma pessoa que sente ardendo em seu coração o amor do Deus que é absoluto em perfeição. Paulo, que sentiu esse amor dentro da sua alma, tentou nos contar um pouco de como podemos nos sentir diante dele: Constrangidos![1]

É que não se trata apenas de uma história de amor declamado em poesias. O amor de Deus é o mais nobre gesto de bem-querer, se revelando pela renúncia pessoal, de quem foi capaz de deixar o esplendor da Sua glória para vivenciar o dia a dia da pessoa amada.

Não se trata apenas de um romance entre duas pessoas. É o amor mais sublime que poderia existir, sendo manifesto, incondicionalmente, através da graça e do altruísmo.

Não se trata apenas de querer estar perto, em nome do amor. É o próprio amor se entregando até extrapolar os limites da morte para provar à pessoa amada o quanto ela é importante. 

Amor, simplesmente, preenche mas não dá o devido sustento. O amor de Deus, porém, completa e é capaz de alimentar a alma e de nortear toda uma vida. É amor que não se acaba, apesar das nossas falhas, apesar dos nossos medos, apesar de nós mesmos.

Um amor para durar eternamente. Um amor que não responde como nós merecemos. "O Senhor não nos castiga como merecemos, nem nos paga de acordo com os nossos pecados e maldades. Assim com é grande a distância entre o céu e a terra, assim é grande o Seu amor por aqueles que O temem" [2]. Um amor que só poderia existir no coração de um Deus que nos criou e formou com Suas próprias mãos, e sabe exatamente qual é  nossa real estrutura [3]. 

O amor do Senhor por Seus queridos, não ocorre na mesma dimensão do amor que flui entre um homem e uma mulher. Ele segue muito além disso, a ponto de ser incompreensível.

Trata-se do amor que não falha, que não falta, que não acusa, que não envergonha. Trata-se do amor que ampara, que compreende, que suporta, que ergue, que motiva. Trata-se do próprio Deus, concedendo às nossas pequenas vidas, gotas de um prazer imensurável, que jamais poderíamos conhecer aqui, não fosse a bondade e o favor de quem, apesar de tudo, escolheu nos amar, e continua nos amando a cada manhã.

Fonte: http://teamomeujesus.blogspot.com.br/2015/07/gotas-de-um-prazer-imensuravel.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário