Carregando...

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Agradar a todos...

Imagem disponível na Internet.

"Depois de ver o sinal miraculoso que Jesus tinha realizado,
o povo começou a dizer:
"Sem dúvida este é o Profeta que devia vir ao mundo".
Sabendo Jesus que pretendiam proclamá-Lo rei à força,
retirou-Se novamente sozinho para o monte."
João 6:14-15 - NVI


Quando nós prontificamos a agradar a todas as pessoas que amamos, o máximo que conseguimos é nos frustrar e desagradar a nós mesmos. Inevitavelmente, culpa e tristeza sorriem e convidam, com gestos suaves e sutis: "Venha, minha doce menina! Mergulhe nesse abismo de insuficiência existencial, pois é tudo o que te resta..."

Temos de levar à risca aquele ensinamento de Pedro, quando nos instruiu: "Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os Seus passos" (1Pedro 2.21). Esse sofrimento também está ligado à intenção de ser verdadeiro e ser incompreendido, de amar e não ser correspondido, de estar certo e ser injustiçado, de fazer o bem e ser rejeitado.

Nem sempre agradamos quem amamos, mas quem amamos nem sempre é sensível o suficiente para entender que não amor não é suficiente para sustentar qualquer relacionamento. É necessário compreender que o silêncio, as particularidades, uma certa privacidade, um pouco de renúncia, um pouquinho de distância, mudança de planos, falar a verdade ainda que faça doer... tudo isso faz parte de um relacionamento saudável, seja ele amoroso, familiar, fraternal, ou mesmo intrapessoal. 

Jesus foi o Homem extraordinário que foi, precisamente porque Ele nunca quis, sequer, tentar ser o que os outros queriam fazer Dele.

Precisamos ser firmes nas nossas decisões, mas flexíveis em revê-las sempre que necessário, sem deixar que nossos melhores valores se percam. Precisamos ter uma identidade que revele que somos filhos de Deus, mas precisamos protegê-la a todo custo, ainda que isso signifique desagradar alguém.

Não importa o que outras pessoas pensem de nós ou queiram que sejamos. Importa o que Deus, nosso Pai Eterno, pensa a nosso respeito e o que Ele quer quer sejamos. Porque Ele, somente Ele, sabe bem quem somos nós por dentro. E só Ele sabe bem como trabalhar em nós, de forma que sejamos cada vez mais completos, felizes e santos.

A melhor e mais inteligente maneira de se tornar alguém plenamente satisfeito e realizado, é sendo quem somos diante de um Deus que, em vez de nos acusar e diminuir, amorosamente nos corrige quando erramos ou, simplesmente, vibra quando seguimos Seus exemplos e fazemos o que é certo.

Fonte: http://teamomeujesus.blogspot.com.br/2015/10/agradar-todos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário