Carregando...

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Venezuela mostra sua cara… e é uma carranca horrorosa!

Leitores me cobram sobre a tentativa de visita aos presos políticos venezuelanos pelos senadores de oposição, recebidos a pedradas pelos trogloditas chavistas e impedidos de cumprir sua missão humanitária. Não tinha comentado nada ainda por alguns motivos: 1) já havia escrito aqui sobre a intenção da visita; 2) sabia que outros colunistas escreveriam ótimos textos sobre o assunto, como de fato aconteceu; 3) estava no Sawgrass Mills Mall, aquele BarraShopping da Flórida, repleto de brasileiros com malas para as compras, escolhendo um terno de última hora para minha viagem a Estoril para lançar Esquerda Caviar.
Aliás, parêntese: leitores também me pedem para falar mais da vida aqui, do custo e tal. Pois bem: vamos deixar os brasileiros com água na boca. Um terno elegante da Ralph Lauren, um cinto novo, um sapato novo, uma camisa nova, uma gravata e alguns pares de meias, ou seja, figurino completo: quanto o leitor acha que gastei? Alguns milhares? Muitas centenas? Quanto custaria isso no Brasil? Só um terno bom de marca conhecida já não sai por menos de mil reais, e estou sendo bondoso. Dito isso, a conta veio em $ 350, impostos incluídos (ah, as maravilhas que só o capitalismo faz!). Agora ficou mais fácil entender porque só se ouve português no mall, com malas e malas sendo enchidas? Fecho o parêntese.
De volta ao episódio na Venezuela, país onde terno de marca não é item de luxo, e sim item inexistente, já que item de luxo é papel higiênico (ah, as maravilhas que só o socialismo faz!). O que vimos foi o esperado, mas o esperado não deixa de ser assustador. O país já é uma tirania quase completa, cada vez mais similar ao modelo cubano, inspiração dessa canalha toda do Foro de São Paulo (PT faz parte). Vejam os brutamontes, os trogloditas, os bárbaros que defendem o “socialismo do século XXI”:


É essa a única linguagem desses brutos: a violência. A razão não faz parte de seu repertório.Fizeram a mesma coisa no Brasil quando Yoani Sánchez foi visitar o país. Tentam intimidar com ameaças, pedras, pois são incapazes de debater, de argumentar. São piores do que jumentos, pois jumentos são inocentes na maldade, e não possuem o potencial de aprender, de evoluir. São seres rastejantes, que partem para a agressão pois temem perder suas boquinhas, suas mamatas. Esquerda, hoje, é questão de caráter. Ou falta dele!
Quem ainda consegue defender o governo de Maduro? Eu respondo: o PT! O nosso governo! E, por tabela, todos os que defendem o PT no Brasil. São cúmplices desses animais, desses vândalos, desses bajuladores de tiranos. A reação dos petistas mostra como essa gente é baixa. Então nossos senadores de oposição, eleitos democraticamente e representantes de milhões de brasileiros, não podem visitar os presos políticos na Venezuela? Então Maduro não se preocupa mais em esconder a farsa da “democracia” venezuelana, aquela que o ex-presidente Lula diz ser até “excessiva”?
Caiu a máscara, e por trás da hipocrisia, do simulacro, havia apenas a horrível carranca de uma ditadura. É o destino inexorável do socialismo, que nunca, jamais foi capaz de produzir outra coisa. Por onde passou deixou apenas um rastro de sangue, escravidão, miséria. E é isso que o PT defende. É esse regime que o PT aplaude, contra a população venezuelana, vítima desses exploradores. Nunca é demais repetir: quem defende o socialismo em pleno século XXI, quem defende a Venezuela ou Cuba, quem defende o PT, não tem caráter!
Rodrigo Constantino

Nenhum comentário:

Postar um comentário