Carregando...

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Diário Filosófico de Olavo: Cristianismo, ideologia de gênero, pseudo-jornalismo da Exame, etc.

ESCRITO POR OLAVO DE CARVALHO | 10 JULHO 2015 
Toda comparação entre as filosofias e o cristianismo – um vício incurável dos historiadores da filosofia – é um despropósito completo, pois uma filosofia não passa de uma doutrina, de pensamentos que um homem pensou, e o cristianismo é a presença agente do próprio Deus no mundo. Diferem entre si como a idéia de uma coisa difere da coisa. Você pode pensar em gatos pelo resto da sua vida e isso não fará brotar dos seus pensamentos um gato de carne e osso. Um filósofo pode criar os mais belos argumentos para validar a sua filosofia, mas não pode produzir um milagre para comprová-la, multiplicando pães ou fazendo cessar uma tempestade. Aristóteles dizia que a verdade só existe no juízo, isto é, num pensamento, mas, quando Jesus Cristo diz que Ele próprio é a Verdade, essa verdade não está presente no pensamento e sim na realidade do mundo. Quando o cristianismo se confronta com as filosofias, ele lhes faz, por assim dizer, concorrência desleal, tal a desproporção de substância ontológica entre o ser e o pensar.
Mutatis mutandis, se um filósofo quiser impugnar o cristianismo ele só poderá fazê-lo em pensamento. Suprimir os milagres cristãos por um ato de pensamento seria o mais espantoso dos milagres.
*
Não sei se Deus perdoará os meus pecados pelo simples fato de que defendi a honra do Seu Nome perante uma platéia ínfima num país insignificante. Ele os perdoará porque Ele me ama a despeito do imensurável ridículo dos meus esforços.
*
"Nossa luta é contra a verdade."
(Viviane Mosé)
Essa é a coisa mais verdadeira que tenho ouvido nos últimos tempos.

*
Afirmar que a lógica grega da identidade destrói a diferença e a diversidade, como afirmou recentemente a sra. Viviane Mosé, é algo que não se pode tolerar, já não digo de um professor de filosofia, mas de um aluno da sexta série. Sem identidade não há diferença. Para que uma jaca seja diferente de uma banana é preciso que a jaca seja uma jaca e a banana uma banana. A recíproca não é verdadeira. Para que jaca seja uma jaca não é absolutamente necessário que a banana não o seja, aliás não é nem mesmo necessário que existam bananas. Quem leve mais de dez segundos para entender isso, por favor vá dormir e tente de novo amanhã.
Não tenho nenhuma divergência com a Viviane Mosé, com o Clóvis de Barros Jr., ou com qualquer outro professor universitário de filosofia, porque, em princípio, não sou contra qualquer pessoa ter uma deficiência intelectual.
*
Contradições lógicas são meros erros formais. Em geral podem ser corrigidas com uma mera reformulação da frase, Contradições MATERIAIS são impossibilidades objetivas, que se tornam até mais gritantes quando se tenta formulá-las de outra maneira. No plano do discurso, os dois tipos de contradições podem se confundir, mas nada me decepciona mais do que notar que o leitor percebeu apenas uma contradição lógica onde apontei de fato uma contradição material.
Ciscar meras contradições lógicas no discurso alheio não é filosofia, é ranhetice. NUNCA me dedico a isso.
Essa distinção é o mata-burros do estudante de filosofia.
Em geral, e ressalvadas exceções que se contam nos dedos de um maneta, os professores de filosofia das universidades brasileiras são incapazes não somente de captar essa diferença, mas de distinguir, na prática, entre igualdade e analogia -- uma habilidade que deveria ser quase instintiva.
TODA a "ideologia de gênero" se baseia nessa incapacidade, que em alguns é inata e em outros é adquirida como sintoma histérico, inoculado em suas mentes por professores psicopatas.
*
Na "ideologia de gênero", só os transexuais nascem mulheres. As outras são fabricadas artificialmente depois.
*
No Brasil, a coisa mais fácil é ser filósofo. Você se inscreve numa faculdade bunda, dá uma graninha para o bedel assinar presença em seu nome por cinco anos, contrata uma empresa para escrever uma tese qualquer, e sai filósofo. Se eu soubesse que era tão fácil, não teria estudado durante quarenta anos antes de publicar um livro de filosofia.
*
Repito: se o casamento gay e a poligamia são ambos legalizados, não só um homem casado pode ter uma segunda esposa, mas nada poderá impedir que as duas mulheres se casem uma com a outra -- um casamento gay dentro de um casamento poligâmico. 

Também não se pode impedir que uma delas se case com uma terceira, fora da união poligâmica já existente...

*
Por que as pessoas têm de filosofar tanto para justificar seus desejinhos sexuais? Os meus sempre foram arbitrários e perfeitamente injustificados.
*
Lembram-se do que eu lhes disse sobre o mais velho truque do pseudo-jornalismo, escorregar do termo específico para o genérico, dissolvendo o sentido da informação? A matéria da "Exame" sobre criminalidade nos EUA é um exemplo característico. Trocando "imigrantes ilegais" por "imigrantes", cria a impressão de que os ilegais não são um risco de segurança, porque os imigrantes EM GERAL não o são.

*
Não acreditem na matéria da "Exame":
FBI data backs up Trump claims on illegals and crime
'American people are sick of watching our glorious nation be destroyed'
*
Stalin lançou a ofensiva cultural soviética nos anos 20 do século passado, e até hoje ela não parou de crescer. A indústria americana do show business é a maior máquina de propaganda não apenas anti-americana, mas anti-ocidental no sentido mais amplo de uma destruição civilizacional planejada. Não se faz um único filme, mesmo "conservador" em aparência, onde o homem ocidental não apareça como personificação do materialismo malvado em luta contra a espiritualidade superior de sociedades tribais e até de bichos (v. "O Urso", de 1988, "Os Lobos Não Choram", de 1983, e, muito antes disso, "Elephant Walk", de 1954, entre milhares de outros exemplos).
*
Que mal tem o ISIS, comparado à truculência do Olavo de Carvalho, não é mesmo, Facebook?
*
A América é a terra das oportunidades. O Brasil é a das oportunidades perdidas.
*
Em sessenta e oito anos de vida, só conheci um único ser humano cujas ações eram constantemente inspiradas pelo amor a Deus. Não conheci nenhum que agisse eminentemente por amor ao próximo.
*
Minha página do Facebook foi bloqueada por três dias por causa da frase: "É a santificação pela boiolice", que, segundo os guias iluminados do site, violam os seus padrões éticos. Se eu ensinasse meninos de escola a dar o cu e chupar picas, não violaria. As normas éticas do fakebook são um conjunto de preceitos de uma baixeza e de uma hipocrisia imensuráveis. Podemos obedecê-las por conveniência prática, porém jamais respeitá-las por dentro. Enquanto durar a suspensão, vou me comunicar com vocês por esta fanpage, se ela não for suspensa também.
*
Álcool faz mal.
Fumo faz mal.
Açúcar faz mal.
Sal faz mal.
Gordura faz mal.
Carne faz mal.
Pão faz mal.
Macarrão faz mal.
Leite faz mal.
Existirá algo saudável no mundo além de maconha e de dar o ...?

*
Os membros do STF são pessoas sem qualificação intelectual NENHUMA.
*
Bergoglio é um mentiroso abjeto. Ponto final.
*
Ludwig von Mises ensinou que não havia diferença entre o controle estatal da economia e o descontrole total da economia. Hoje sabemos que o governo soviético simplesmente inventava as suas estatísticas, porque não tinha a menor idéia do que estava acontecendo na economia. É a lei de Murphy: Quanto mais ordem, mais caos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário