Carregando...

segunda-feira, 11 de maio de 2015

AULA SOCIALISTA



Numa sala de aula da faculdade, um professor conservador 

e liberal, coisa rara, ensinava a seus pupilos sobre o livre

comércio. Os jovens alunos, na maioria socialistas, bem 

doutrinados pelo diretório e pelos outros professores, 

manifestavam-se contrários à liberdade de mercado, que 

devia ser regulado pelo deus governo. Um, até inflamado, 

se levantou e disse que todos na terra deveriam ser iguais, 

etc, etc, etc (todos aqueles clichês bem conhecidos).

- Pois bem, redarguiu o mestre, façamos esta igualdade 

aqui também. Vou somar a nota final de vocês na disciplina 

e dividir por quarenta para obter uma média. E será a nota 

de cada um, exatamente igual.

Rebu geral. Os mais destacados e estudiosos se 

revoltaram, os medíocres e relapsos aprovaram aos gritos.

**********************

Nada mais didático. O socialismo trabalha sempre com o 

que pertence aos outros. É uma distribuição de riqueza 

vesga e idiota, que no final só privilegia seus mentores, 

como  Castro, por exemplo. Aqui no Brasil estão dando 

bolsas para emburrecer e tornar o pueblo preguiçoso, mas 

que vote a favor.


Vejamos então o que nos diz o anarquista francês Pierre 

Joseph Proudhon, desafeto de Marx, sobre o assunto:

“A comunidade é essencialmente contrária ao livre exercício 

de nossas faculdades, aos nossos pendores mais nobres, 

aos nossos sentimentos mais íntimos. A comunidade viola a 

autonomia da consciência e a igualdade; a primeira, 

comprimindo a espontaneidade do espírito e do coração, o 

livre-arbítrio na ação e no pensamento; a segunda, 

recompensando com uma igualdade de bem-estar o 

trabalho e a preguiça, o talento e a asneira, o próprio vício e 

a virtude.





Os neocomunistas pregam que Hitler e sua caterva seriam "de direita". Nada mais falso, para quem conhece História da Civilização e Ciência Política. Hitler pregou o culto ao estado, a relativização da propriedade privada, a economia estatizada, o culto à personalidade. Todas teses socialistas;
*******************
















Nenhum comentário:

Postar um comentário