Carregando...

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O COMUNISMO NU


Este post é um misto de dica de livro e alerta, explico, “O Comunista Nu” é o título em português (tradução minha) do livro “The Naked Communist” (veja aqui), lançado em 1958 e escrito por um ex-agente do FBI chamado Cleon Skousen. Como foi lançado na época da Guerra Fria, naturalmente ficou entre os best-sellers da década de 60 nos EUA devido a sua linha anticomunista. O livro, de pouco mais de 400 páginas, é um apanhado de várias obras relacionadas ao comunismo que se dispõe a responder vários questionamentos da época.
É um livro que vale a pena ser lido para quem desconhece a ideologia de esquerda e seus tentáculos, já que aborda vários tópicos a ela relacionados. O socialismo/comunismo já fizeram um grande mal ao mundo no passado, como se pode acompanhar através da obra “O Livro Negro do Comunismo” (veja aqui) que contabiliza e detalha os crimes dessa ideologia em diversos países pelo mundo desde o início do século passado até meados da década de 80, tudo num volume de mais de 900 páginas cuja contabilidade fatal desse regime resulta em cerca de 100 milhões de mortes. É um verdadeiro horror que ainda exista um regime que matou mais pessoas em menos de 100 anos do que em todas as guerras anteriores no mundo somadas desde à época de Cristo e, pior, esteja aos poucos dominando vários países direta ou indiretamente, entre eles o nosso.
Voltando ao livro de Cleon Skousen, o interessante é sua visão relacionada a nova abordagem comunista que viria a ser dominante nos dias atuais, sua semente mutante tinha sido recentemente plantada e, no decorrer dos anos, iria utilizar-se do método de crescimento através de mudanças culturais e abordagens de aniquilação de valores para enfim ressurgir mais forte e sem a necessidade de impor-se por meio de armas, mas pela sutileza, como o conto do sapo que morre cozinhando na panela. A sociedade é tomada lentamente. Mas voltemos, lembre, o livro é de 1958 e, se acha que tudo isso é uma bobagem, vamos ver  as 45 metas do comunismo para dominar futuramente os regimes avessos à essa ideologia naquela época, conforme estão escritas no livro nessa edição impressa há mais de 50 anos. Claro que o principal inimigo seria os EUA e muitas das metas foram específicas para os EUA, mas esse “modus operandi” foi adotado em muitos outros países, como no Brasil. Para facilitar vou colocar em negrito as metas já alcançadas ou em andamento para você ter uma noção de como esse planejamento se materializou nos dias de hoje, se você achava que o comunismo estava morto, vai se espantar. Lembro novamente, essas metas eram de 1958:
1. Aceitação dos EUA de coexistência como a única alternativa para a guerra atômica.
2. Disposição dos EUA em render-se ao invés de engajar-se em uma guerra atômica.
3. Desenvolver a ilusão de que o desarmamento total pelos Estados Unidos seria uma demonstração de força moral. {alcançado em parte}
4. Permitir o livre comércio entre todas as nações, independentemente da filiação comunista e independentemente de haver ou não itens que poderiam ser usados ​​para a guerra.
5. Extensão de empréstimos de longo prazo para a Rússia e países satélites soviéticos.
6. Fornecer ajuda americana para todas as nações independentemente da dominação comunista.
7. Concessão do reconhecimento da China Comunista. Admissão da China Comunista na ONU.
8. Configurar a Alemanha Oriental e a Ocidental como Estados separados, apesar da promessa de Kruschev, em 1955, para resolver a questão da Alemanha por eleições livres sob supervisão da ONU. {perdeu o sentido a partir da queda do muro de Berlim}
9. Prolongar as conferências para proibirem os testes atômicos porque os EUA tem concordado em suspender os testes, desde que as negociações estejam em andamento. {perdeu o sentido com a queda da URSS quase trinta anos depois}
10. Permitir que todos os países satélites soviéticos tenham uma única representação na ONU. {perdeu o sentido com a queda da URSS quase trinta anos depois}
11. Promover a ONU como a única esperança para a humanidade. Se a sua carta régia for reescrita, exigir que lhe seja instituída como governo mundial com suas próprias forças armadas independentes. (Alguns líderes comunistas acreditam que o mundo pode ser assumido pela ONU tão facilmente quanto por Moscou. Às vezes, estes dois competem uns com os outros como eles estão agora fazendo no Congo).
12. Tentativa de resistir a qualquer bandido do Partido Comunista. {esse é um item muito subjetivo}
13. Acabar com todos os juramentos de fidelidade. {esse é um item muito subjetivo}
14. Continuar dando acesso à Rússia ao escritório de patentes dos Estados Unidos. {funcionou por alguns anos, perdeu o sentido depois das mudanças geopolíticas}
15. Dominar um ou ambos os partidos políticos nos Estados Unidos.
16. Usar as decisões técnicas dos tribunais para enfraquecer instituições básicas dos EUA alegando que suas atividades violam os direitos civis.
17. Obter o controle das escolas. Usá-las como canais de transmissão para o socialismo e propaganda comunista atual. Suavizar o currículo. Obter o controle de associações de professores. Colocar a ideologia do partido nos livros didáticos.
18. Ganhar o controle de todos os jornais estudantis.
19. Usar as manifestações de estudantes para fomentar protestos públicos contra programas ou organizações que estão sob ataque comunista.
20. Infiltrar-se na imprensa. Obter o controle na tarefa de revisão dos livros, nos editoriais e as posições de tomada de decisões.
21. Ganhar o controle de posições-chave no rádio, TV e cinema.
22. Continuar desacreditando a cultura americana através da degradação de todas as formas de expressão artística. Para uma célula Americana Comunista foi dito para “eliminar todas as boas esculturas de parques e edifícios, substituindo-as por outras disformes, inábeis e com formas sem sentido”.
23. Controlar os críticos de arte e diretores de museus de arte. “Nosso plano é promover a feiúra, a arte repulsiva sem sentido”.
24. Eliminar todas as leis de obscenidade, chamando-as de “governo da censura” e uma violação da liberdade de expressão e liberdade de imprensa.
25. Quebrar os padrões culturais da moralidade através da Promoção da pornografia e obscenidade em livros, revistas, filmes, rádio e TV.
26. Apresentar a homossexualidade, a degeneração e a promiscuidade como algo “normal, natural e saudável”.
27. Infiltrar-se nas igrejas e substituir a religião revelada com a religião “social”. Desacreditar a Bíblia e enfatizar a necessidade de maturidade intelectual que não precisa de uma “muleta religiosa”.
28. Eliminar a oração ou qualquer fase da expressão religiosa nas escolas sobre o fundamento de que viola o princípio da “separação entre Igreja e Estado”.
29. Desacreditar a Constituição norte-americana, chamando-o de inadequada, antiquada, fora de sintonia com as necessidades modernas, um obstáculo para a cooperação entre as nações em uma base mundial.
30. Desacreditar os pais-fundadores americanos. Apresentá-los como aristocratas egoístas que não tinham nenhuma preocupação com o “homem comum”.
31. Menosprezar todas as formas de cultura americana e desencorajar o ensino da história americana com o fundamento de que era apenas uma pequena parte da “grande figura”. Dar mais ênfase à história russa desde que os comunistas tomaram o poder. {reescrever a história é uma das abordagens feitas hoje, tanto nos EUA quanto no Brasil}
32. Apoiar qualquer movimento socialista para dar o controle centralizado sobre qualquer parte da cultura – educação, serviços sociais, programas de bem-estar, clínicas de saúde mental, etc.
33. Eliminar todas as leis e procedimentos que interferem com o funcionamento do aparelho comunista.
34. Eliminar o Comitê de Atividades Anti-Americanas.
35. Eventualmente desacreditar e desmantelar o FBI. {ficou mais fácil aparelhar o FBI, como aparelharam outros inúmeros orgãos o que também ocorre no Brasil}
36. Infiltrar e ganhar o controle de mais sindicatos.
37. Infiltrar e ganhar o controle de um grande negócio. {não só um, hoje dominam vários e de todos os tipos}
38. Transferência de alguns dos poderes de prisão da polícia para entidades sociais. Tratar todos os problemas de comportamento como distúrbios psiquiátricos dos quais ninguém, exceto Psiquiatras, conseguem entender ou tratar.
39. Dominar a profissão psiquiátrica e usar as leis de saúde mental como um meio de ganhar controle coercivo sobre aqueles que se opõem aos objetivos comunistas.
40. Desacreditar a família como uma instituição. Incentivar a promiscuidade e o divórcio fácil.
41. Ressaltar a necessidade de educar os filhos longe da influência negativa dos pais. Atribuir preconceitos, bloqueios mentais e retardo de crianças à supressão da influência dos pais.
42. Criar a impressão de que a violência e a insurreição são aspectos legítimos da tradição norte-americana; que os estudantes e grupos de interesses especiais devem se levantar e usar “força unida” para resolver os problemas econômicos, políticos ou sociais.
43. Derrubar todos os governos coloniais antes das populações nativas que estão prontos para o auto-governo.
44. internacionalizar o Canal do Panamá.
45. Revogação da Reserva Connally para que os EUA não possam impedir o Tribunal Mundial de se apossar da jurisdição sobre problemas domésticos. Dar ao Tribunal Mundial jurisdição sobre as nações e os indivíduos.
Então, você acha que eles estão tendo algum sucesso? Algumas das coisas que você vê ocorrendo nos últimos anos lembra a você de alguns dos itens da lista? É … parece que parte do mundo dormiu em berço esplêndido e a sociedade esteve sendo devorada por dentro.
Hoje, repaginado, com ares de ideologia “social democrata” moderna, o comunismo está mais forte do que antes, pois hoje se tornou algo cultural, está no nosso meio, nas escolas, nos jornais, etc … é só observar. Por exemplo, no Brasil, quantos partidos são de esquerda declarada? Eles estão no poder? Quais dos principais candidatos a presidência são de direita, algum? Pois é. Se isso não foi o bastante para lhe dar a dimensão do problema, segue abaixo um documentário sobre a agenda comunista. Lembre, está voltado para os EUA, mas cai como uma luva para o Brasil e outros países vizinhos.

Fonte: http://dcvcorp.com.br/?p=334

Nenhum comentário:

Postar um comentário