Carregando...

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Socialismo em Marte - Às vezes temos a nítida impressão de que defensores do socialismo, em pleno século XXI, vêm de outro planeta mesmo!


Por João Cesar de Melo, publicado pelo Instituto Liberal
Há décadas que pesquisadores independentes denunciam a conspiração internacional liderada pelos Estados Unidos para se ocultar a vida extraterrestre, mas, enfim, a verdade está sendo revelada.
Antecipando as próximas declarações da NASA, os mais respeitados pesquisadores, intelectuais e artistas da Terra estão se unindo para informar ao público que não apenas existe água em estado líquido em Marte, mas também vida inteligente; e as criaturas que lá habitam são hominídeos como nós, porém, que vivem há milhões de anos excluídos pelo capitalismo, sobrevivendo na extrema miséria.
Nossos companheiros marcianos foram saqueados pela ganância dos capitalistas estadunidenses de tal maneira que não lhes restou nem cidades, nem estradas, nem florestas, nem plantações. Não foi um mero acaso constrangedor que a maioria das fotografias vazadas dos arquivos da NASA nas últimas décadas mostrarem marcianos nus e raquíticos. Estas fotografias registram a triste condição de miséria que o capitalismo impôs aos marcianos. Os tantos “ovnis” avistados por bilhões de pessoas ao longo de nossa história foram seus desesperados pedidos de ajuda. Uma ajuda que foi sistemática e criminosamente negada pelos Estados Unidos. Outros governos participaram dessa conspiração. Um deles foi o de Fernando Henrique Cardoso.
Além de ter quebrado o Brasil 3 vezes e de ter entregue a Vale ao capital financeiro, FHC ocultou do povo brasileiro a verdade sobre os acontecimentos em Varginha-MG, no ano de 1996. Quem se lembra disso? Poucos, pois a grande mídia brasileira, a serviço do PSDB e da CIA, abafou o caso, a despeito das denúncias feitas pelos movimentos sociais de que os marcianos foram capturados e enviados secretamente à base estadunidense em Guantánamo.
Mas, afinal, por qual razão nossos companheiros marcianos foram covardemente perseguidos e massacrados?
Porque eles sempre foram verdadeiros socialistas. Porque os marcianos nunca foram egoístas. Nunca exploraram os mais fracos. Nunca permitiram o surgimento de classes sociais. Nunca perseguiram o lucro.
Por causa do espírito coletivista de sua civilização, os marcianos prosperaram a um nível que a maioria dos seres humanos sequer imagina ser possível. Porém, tal sucesso foi detectado pelos Estados Unidos que, invejosos e inescrupulosos como são, empenharam grandes esforços não apenas em lhes roubar as tecnologias, mas também em destruir sua civilização para que não influenciassem outros povos. Nossos camaradas russos bem que tentaram defender os marcianos, mas também sucumbiram ao ódio e à intolerância da burguesia capitalista mundial.
Eletricidade e calças jeans, internet e guitarras… Tudo o que sustenta o imperialismo estadunidense foi roubado dos nossos companheiros marcianos.
O fato irrefutável é que o governo estadunidense patrocinou um amplo programa de difamação e de ridicularização do povo marciano, principalmente por meio de seu cinema fascista, que produziu milhares de filmes estereotipando os marcianos como uma raça feia, deselegante e mal intencionada. Não foi à toa que apelidaram Marte de “planeta vermelho” − a velha estratégia de difamação do comunismo!
Mas a farsa foi desmontada…
Para a sorte dos marcianos, os líderes do PSOL – Partido dos Anjinhos Ensolarados – já estão preparando um pacote de medidas que devem ser encaminhadas à ONU, para serem apresentadas aos demais governos do nosso mundo.
São sete as providências fundamentais para se fazer as devidas reparações históricas.
1° – Por causa da mentira imposta à humanidade, o atual governo dos Estados Unidos deve ser destituído para dar lugar à Liga de Conciliação Estelar, que deve ser composta por membros eleitos democraticamente nos países que estão na vanguarda do desenvolvimento humano: Cuba, Coreia do Norte, Venezuela, Argentina e Brasil.
2° – Uma vez instituída, a Liga deve criar uma Constituição Universal que garanta moradia, saúde, educação, transporte, cultura e lazer gratuitos e de qualidade a todos os marcianos.
3° – A implantação de um sistema de cotas na NASA e em todas as agências e empresas de tecnologia aeroespacial da Terra não apenas para devolver aos marcianos a posição de destaque na produção tecnológica da galáxia, mas também para que esta produção seja voltada para os interesses sociais.
4° – A criação de um intercambio cultural entre Marte e o nosso planeta para que sejam realizados, através de diversos eventos artísticos, debates sobre a discriminação de raça e de gênero e também sobre as questões que envolvem os povos excluídos pelo capitalismo no sistema solar.
5° – A criação de um programa de difusão do socialismo como elo de integração entre os povos do universo. Para tanto, a Liga de Conciliação Estelar enviaria representantes de movimentos sociais e da academia para Marte, onde ajudariam na organização de uma rede de estudos marxistas-leninistas-bolcheviques-bolivarianos focada na educação da juventude marciana.
6° – A construção de uma ciclovia entre a Terra e Marte para se promover a mobilidade sustentável na galáxia. Basta de mega propulsores!
7° – A criação de um fundo permanente para a manutenção e expansão dos projetos apresentados acima, com recursos dos países atualmente mais ricos do nosso mundo, aqueles que historicamente se beneficiaram com a exploração capitalista imposta aos nossos companheiros marcianos.
“Brasileiros e marcianos de toda galáxia e também do Brasil, sem dúvida alguma estamos vivendo um momento inédito que nunca vivemos antes. Tenho certeza… e acho que todos aqui também têm… e quem não tem logo terá, porque as certezas às vezes são incertas… como o abacaxi que nasce da Terra, mas poderia ser um coqueiro, não sei… ninguém sabe… Mas agora, todos nós sabemos que eles vieram e que também existem. E digo mais: Levaremos nossa mandioca para Marte e lá nossos amigos marcianos farão delas a fonte de energia que revolucionará as cidades urbanas e rurais do sistema solar, do Brasil, de Marte e de todas as estrelas democráticas”, disse a presidenta do Brasil, Dilma Youssef, registrando seu compromisso com a revolução progressista universal que agora se inicia.
A certeza que temos é que não apenas devolveremos a dignidade ao povo marciano, mas também interromperemos definitivamente o projeto de exploração capitalista-imperialista-fascista-burguesa-homofóbica-racista que vem destruindo o universo.
Companheiros de Marte, sejam bem vindos!
via rodrigo constantino

Nenhum comentário:

Postar um comentário