Carregando...

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Vergonha: Brasil vai contratar 6 mil agentes cubanos para pregar para brasileiros pobres

Julio Severo
Nesta semana, a grande mídia destacou a intenção do governo de Dilma Rousseff de trazer para o Brasil 6 mil médicos cubanos.
Em Cuba, não há hospitais nem médicos particulares. Tudo é do governo. Médicos, professores e outros profissionais estão estatizados na ilha-prisão. Portanto, os médicos cubanos que dona Dilma quer entre os brasileiros pobres são funcionários do governo cubano.
Como todo funcionário estatal, os médicos cubanos têm como sua principal missão doutrinar a ideologia socialista para seus pacientes-vítimas. Após a inoculação do veneno comunista, o médico monitora seus efeitos e não deixa a vítima escapar do veneno.
Como disse o blog Alerta Total, “Em tese, o Brasil não precisaria importar médicos. Nossas 197 escolas de medicina formam, anualmente, uma média de 16 mil médicos.”
Se Dilma queria médicos para os brasileiros pobres, o Brasil tem um número muito maior e mais especializado do que Cuba. Basta que dona Dilma lhes pague um salário decente para atraí-los às regiões pobres.
Se Dilma queria pregadores, há pregadores assembleianos e de outras igrejas pentecostais que não hesitariam viver no meio do mato para pregar para os mais pobres. Não é preciso importar pregadores comunistas de Cuba. Há no Brasil um número abundante de pregadores cristãos totalmente dispostos a ajudar os pobres com suas mensagens de Cristo, não Che Guevara ou o múmia repugnante Fidel Castro.
Talvez Dilma tenha se lembrado se seus tempos de terrorista comunista. Naqueles tempos, ela tinha uma missão: a mesma missão dos médicos e outros funcionários cubanos. Se ela não pode contar com os médicos brasileiros para realizar essa missão, então Cuba é a solução.
Na Venezuela do ditador morto Hugo Chávez, foi fundamental trazer médicos cubanos para solidificar a ditadura comunista. Dilma quer agora imitar o colega defunto.
Vamos aos fatos: quem ganha o quê trazendo pregadores comunistas para os pobres do Brasil?

O que o povo ganha?

Marcos Teles, leitor do Blog Julio Severo, dá a resposta: ”Estes 6000 médicos de Cuba, entenda-se abortistas, praticantes de eutanásia, altamente habilitados para a campanha comunista de engenharia social. Ou seja, com nossos impostos vamos pagar a propaganda comunista anti-vida e anticristã.”

O que a ditadura comunista de Cuba ganha?

O Blog Coturno Noturno responde: ”O mundo inteiro sabe que Cuba exporta escravos para trabalhar em outros países. O esquema é simples. O profissional recebe um salário de fome no país onde trabalha, enquanto o governo paga a diferença diretamente aos Castro. É o que acontece na Venezuela. É o que vai acontecer no Brasil, se importarmos médicos cubanos. Cuba não faz caridade. Cuba é o mais capitalista dos países na hora de usar seres humanos como escravos para suprir os seus problemas de caixa. O governo cubano cobra U$ 11,4 mil por mês por médico cedido ao governo chavista. No entanto, estes médicos recebem apenas U$ 230 mensais na Venezuela, mais uma ajuda de U$ 46 dólares para a família, paga diretamente em Cuba. São 45 mil médicos que geram uma receita anual para a ditadura dos Castro de cerca de U$ 4,5 bilhões por ano. Se fosse no Brasil, ao dólar de hoje, cada médico cubano custaria R$ 23 mil mensais, mas ficaria com o equivalente a um salário mínimo por mês.”
Uau! A vinda dos médicos cubanos é um imenso investimento na ditadura de Cuba e nos bolsos dos ditadores cubanos! Como dona Dilma é caridosa com seus colegas ditadores!
O blog do Políbio Braga também responde: ”Os médicos cubanos formam a ponta de lança da ditadura comunista e familiar de Cuba, como também do PCC. Na Venezuela, os médicos funcionam como a longa mão do governo bolivariano. As entidades médicas brasileiras repudiam a importação, alegando que o País já tem médicos em número suficiente. O que acontece é que o governo e os planos de saúde remuneram precariamente os profissionais, também não oferecendo condições dignas de trabalho — sequer equipamentos decentes. Os médicos cubanos, que aceitam fazer trabalho escravo, não se importam em receber muito menos pelos serviços, porque em Cuba vivem na pobreza.”

O que o governo socialista de Dilma Rousseff ganha?

O blog Alerta Total responde: ”Os ‘médicos’ cubanos farão uma ‘intervenção cotidiana’ com o cunho estrategicamente ideológico, segundo a visão retrógrada e farsante do socialismo — que seduz os incautos e ignorantes com muita facilidade, principalmente nas regiões pobres já adestradas pelos bolsa-famílias da vida. A combinação entre clientelismo assistencialista e a pregação ideológica, enquanto se presta algum serviço de saúde, com total proximidade entre o médico-pregador-ideológico e o seu alvo político, é mais uma etapa do tal “salto” que o PT anuncia em sua propaganda institucional.”
O governo de Dilma ganhará funcionários conforme a imagem e semelhança dos ideais terroristas de Fidel Castro — os mesmos ideais das cabeças petistas.
Lembremo-nos de que a mulher que hoje ocupa a presidência do Brasil tem um currículo tão sujo e criminoso que não deveria ocupar nenhum posto de importância no governo do Brasil.
É claro que, para os cristãos, Jesus Cristo liberta as pessoas de um passado tenebroso. Pessoas que foram assim libertas renunciam e denunciam publicamente os seus atos criminosos.
Esse não é o caso de Dilma. Ela nunca se arrependeu de nada.
Além disso, Fidel Castro, o sanguinário monstro assassino, nunca se arrependeu de nada.
Os médicos de Cuba estarão no Brasil para cumprir os ideais das criaturas que nunca se arrependeram de seus crimes.
Minha pergunta é: o povo do Brasil vai ficar em silêncio e parado enquanto criminosos doutrinam seus pobres em nome da “saúde”?
Leitura recomendada:
 
 Veja ainda vídeo de estudantes que sofrem lavagem cerebral para importar o lixo cubano para o Brasil:

Nenhum comentário:

Postar um comentário