Carregando...

domingo, 17 de novembro de 2013

Você está matando pessoas no facebook?


Por Stephen Altrogge

Facebook, Twitter, Instagram, Google +, mensagens de texto, e-mail ou qualquer outra forma de comunicação on-line tem muito potencial para o bem. Elas podem ser usadas ​​para incentivar as pessoas, fazer as pessoas rirem, partilhar informação útil ou até mesmo jogar um jogo chamado "Candy Crush".

As redes sociais também podem ser usadas ​​para matar uma pessoa.
Provérbios 18.21 diz:

A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.

Uau. Minhas palavras têm o poder de dar vida a alguém ou matá-lo. A morte e a vida estão no poder da língua, na atualização de status, na foto e mensagem de texto. Cada palavra que eu falar tem um enorme potencial de dar ou roubar vidas. As palavras não são neutras. Atualizações de status não são inocentes. As palavras que falamos e os textos que digitamos ressoarão na eternidade.
Tiago 3.5-6 diz:

 Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes coisas. Vede como uma fagulha põe em brasas tão grande selva! Ora, a língua é fogo; é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno.

Minhas palavras têm o potencial de criar urros, ardência, fogo consumidor. Com as minhas palavras eu deixo pessoas ardendo para Jesus ou posso deixar pessoas ardendo para a maldade. Imagine o quão cuidadoso eu seria se cada vez que eu falasse, uma pequena chama saísse da minha boca! Eu falaria sempre com muito cuidado. Mas muitas vezes eu não tenho cuidado com as palavras que eu publico. Eu não vejo como explosivo, consumidor, flamejante.

Em seu comentário sobre Provérbios, Ray Ortlund Jr. diz:

Na verdade, quando Provérbios 10.21 diz que "os lábios do justo apascentam a muitos", a palavra "apascentar" significa "pastorear", é a forma como um pastor cuida, orienta, protege e alimenta seu rebanho de ovelhas. Isso significa que os justos assumem a responsabilidade de passar as pessoas ao redor palavras de incentivo.

Como cristãos, temos uma responsabilidade divina de passar a aqueles que nos cercam palavras de encorajamento. Será que nossas palavras, nossas atualizações, textos, fotos e e-mails dão vida a aqueles que nos rodeiam? Eu quero crescer nesta área.

Aqui estão algumas perguntas simples a se fazer antes de falar, postar ou enviar:

Isso ajuda os outros a pensarem de uma maneira piedosa a respeito [ao inserir pessoas como o presidente, um pastor, um amigo, um blogueiro, uma igreja, etc]?

Será que isso promover a fé em Deus ou só inquietação?

Será que isso auxiliará a vida das pessoas por meio de encorajamento, risos, fé ou pensamento bíblico?

Será que o que estou dizendo tem um efeito prejudicial sobre a reputação de alguém de uma forma injusta com ele e não lhe dá a chance de se defender?

Será que isso promover gratidão a Deus e alegria n’Ele?

Será que isso encoraja outros a confiar em Deus, em meio à adversidade?

Nossas palavras têm o poder de dar vida ou morte, de se configurar em chamas para o bem ou para o mal. Vamos pedir a Deus que nos dê sabedoria em tudo o que falarmos, publicarmos ou enviarmos.

Por Stephen Altrogge, The Blazing Center | Traduzido e Adaptado por Carlos Reghine | original aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário